domingo , 8 dezembro 2019
Home / Destaque / NOTICIA FALSA NA FRONTEIRA VIRA CASO DE POLICÍA

NOTICIA FALSA NA FRONTEIRA VIRA CASO DE POLICÍA

Ana Cláudia Lopes e Reinalda Lopes estão apavoradas e temem pela vida do pai, o ajudante de pedreiro Nercio Dutil Vilhalva (57) cuja foto circulou em pelo menos um site de notícias e aplicativos de redes sociais dando conta de que ele seria ladrão ou assaltante na região de fronteira, fato que é negado de forma veemente pela família, tanto que até uma ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã, que agora apura o responsável pela notícia, que segundo os familiares se trata de fake news, a qual poderia acabar provocando uma verdadeira tragédia contra um inocente.

Durante o registro de ocorrência no 1º Distrito Policial, Nercio e sua filha Reinalda, informaram que tomaram conhecimento da acusação quando navegavam em grupos de aplicativos de whatsapp na internet. “Quando nós visualizamos a informação ficamos muito assustadas porque nosso pai é uma pessoa honesta, trabalhadora e que criou sua família trabalhando. Essa acusação nos tirou a paz e agora queremos descobrir quem é o responsável em ter feito a postagem. Ele será responsabilizado pelo que fez”, destacam as filhas.

O próprio Nercio compareceu à delegacia de Polícia Civil para informar estar sendo vítima de crime de injúria, conforme previsto no artigo 140 do Código Penal Brasileiro. Ele declarou que a pessoa que fez a postagem utilizou uma foto sua do dia que foi detido pela Polícia Militar sob acusação de violência doméstica, mas que tudo ficou esclarecido e foi liberado. “Sou trabalhador e nunca pratiquei nenhum crime como foi postado nas redes sociais. Isso é uma injustiça contra a minha pessoa”, disse.
O medo da família é que o ajudante de pedreiro possa sofrer alguma ação violenta ainda mais grave ao ser confundido com ladrões e assaltantes, “Estamos com muito medo e não dá nem para sair de casa. Esperamos que tudo fique esclarecido porque já informamos a Polícia Civil e o nosso pai não pode pagar por aquilo que não cometeu”, afirmam as filhas.

Entenda o caso http://poranews.com/?p=45147

Comentário

Comentário

Veja Também

DEPUTADO CAI EM BLITZ DA LEI SECA NO MS, RECUSA BAFÔMETRO E TEM HABILITAÇÃO RECOLHIDA

A noite do último sábado (07) terminou complicada para o deputado estadual Pedro Kemp (PT). Depois ...