sexta-feira , 17 janeiro 2020
Home / Destaque / MÉDICO ACUSADO DE SUPOSTA AGRESSÃO E INOCENTADO PELA JUSTIÇA NA FRONTEIRA

MÉDICO ACUSADO DE SUPOSTA AGRESSÃO E INOCENTADO PELA JUSTIÇA NA FRONTEIRA

Justiça inocenta por falta de evidencias, médico acusado de agredir estudante de medicina na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã.

O médico Aldo Ruben Zaracho foi inocentado pela justiça paraguaia, após ser acusado de agredir a estudante de medicina identificada como a brasileira, Simoni Rossi no dia 03 de março deste ano que denunciou o caso ante a justiça paraguaia e a brasileira, onde os advogados do médico reverteram a situação e colocaram em evidência a realidade dos fatos que determinou a inocência do médico pela justiça paraguaia em Pedro Juan Caballero.

Segundo informações, o promotor de justiça teria levado em conta as provas documentais e testificais da denunciante e do denunciado que terminou por demonstrar que a agressão não teria existido de parte do médico contra a jovem brasileira como teria denunciado a mesma, já que imagens de vídeo, áudios, diagnósticos médicos e testemunhas apresentados pelo médico e seu advogado de defesa evidenciou a inocência do acusado no caso, na qual as testemunhas da denunciante teriam apresentado versões diferentes e contraditórios a realidade, situação que acabou apontando a que a suposta vítima teria sido mal assessorada por pessoas que teriam tentado utilizar o caso para ganhar notoriedade e créditos políticos, com uma suposta montagem a fim de manchar o nome, a honra e a reputação de um médico prestigiado pelo seu profissionalismo na região de fronteira, onde os advogados manifestaram sua intenção de acionar judicialmente contra a estudante de medicina pela que solicitara ressarcimento por danos morais, difamação e outros.

Em entrevista o médico Aldo Zaracho, manifestou que sempre confiou em Deus e na justiça e pediu desculpas a sociedade fronteiriça pelo mal entendido gerado pela falsa denúncia da jovem estudante de medicina, Aldo Zaracho, agradeceu aos familiares e amigos que lhe apoiaram de forma incondicional durante a investigação do caso que acabou demonstrando a sua inocência.

Comentário

Comentário

Veja Também

AUTORIDADES PARAGUAIAS INVESTIGAM MORTE DE PRESO NA FRONTEIRA

Autoridades de saúde e judiciais do Paraguai estão investigando a morte do interno Lorenzo Ramon ...