terça-feira , 22 outubro 2019
Home / Destaque / ANVISA APROVA TRATAMENTO INÉDITO PARA ESCLEROSE MÚLTIPLA

ANVISA APROVA TRATAMENTO INÉDITO PARA ESCLEROSE MÚLTIPLA

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou na última segunda-feira (09) um novo tratamento para esclerose múltipla. A cladribina oral é o primeiro tratamento oral de curta duração e eficácia prolongada contra a doença. O medicamento é administrado por no máximo 20 dias e seu efeito dura por quatro anos.

Funciona da seguinte forma: no início do tratamento, o paciente toma a dose recomendada por cinco dias. Um mês depois, repete a dose por mais cinco dias. No ano seguinte, o mesmo esquema é repetido e o efeito se prolonga por cerca de quatro anos. “Os estudos mostram que, em princípio, o paciente não precisa repetir o tratamento por quatro anos, mas pode ser que o efeito dure por um período maior ainda.”, explica o neurologista Jefferson Becker,  presidente executivo do Comitê Brasileiro de Tratamento e Pesquisa em Esclerose Múltipla e Doenças Neuroimunológicas (BCTRIMS).

A maioria dos tratamentos disponíveis atualmente exigem dosagens regulares, contínuas e muitas vezes injetáveis. A forma de administração da cladribina, contribui para a aderência do paciente ao tratamento e permite que ele leve uma vida normal.

O Mavenclad, nome comercial da nova terapia, é indicado para pacientes com esclerose múltipla remitente-recorrente. Isso é, pessoas que têm um surto inicial da doença, se recuperam e depois apresentam novos surtos – o que representa cerca de 85% dos pacientes com a doença.

Fonte https://veja.abril.com.br

Comentário

Comentário

Veja Também

SEGURANÇA E ENCONTRADO MORTO EM FAZENDA SITUADO NA REGIÃO DE FRONTEIRA COM O MATO GROSSO DO SUL

O mesmo foi identificado como o paraguaio, Luciano Sotto Rodriguez (58) que na tarde de ...