sexta-feira , 18 outubro 2019
Home / Economia / EMPRESA DESLIGA LOMBADAS ELETRÔNICAS EM VÁRIAS CIDADES DO MS ALEGANDO FALTA DE PAGAMENTO

EMPRESA DESLIGA LOMBADAS ELETRÔNICAS EM VÁRIAS CIDADES DO MS ALEGANDO FALTA DE PAGAMENTO

Desde a 00h de quinta-feira (22), a empresa paranaense Perkons SA, responsável pelas lombadas eletrônicas instaladas começou a efetuar o desligamento dos equipamentos em Mato Grosso do Sul.

Segundo informações, ao todo, em Mato Grosso do Sul, 144 equipamentos que foram desligados nos municípios de Amambai, Anastácio, Anaurilândia, Bataguassu, Batayporã, Campo Grande, Deodápolis, Dourados, Glória de Dourados, Ivinhema, Jateí, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina, Rochedo, Sidrolândia, Três Lagoas e Ponta Porã.

Questionada sobre o motivo da desativação dos redutores de velocidade, a assessoria da Perkons explicou que a decisão foi resultado de pendências financeiras por parte do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) desde outubro de 2018.

“Durante todo o período, a integralidade do contrato foi cumprida pela empresa que, repetidas vezes ao longo dos últimos nove meses, reiterou a importância da quitação das medições pendentes de pagamento. O órgão de trânsito foi comunicado através de cartas protocoladas, pois a falta de pagamento vinha causando desequilíbrio contratual, tornando onerosa e inviável a continuidade dos serviços nestas condições”, disse a assessoria.

Segundo a Perkons, por meio de protocolo realizado dia 18/07/2019, o Detran-MS foi informado que, caso o pagamento não fosse restabelecido em seis dias, não restaria alternativa senão o desligamento dos equipamentos e a paralisação total da prestação dos serviços. “O prazo transcorreu sem que houvesse qualquer manifestação ou providência, permanecendo assim a inadimplência frente às obrigações contratuais”, enfatizou a assessoria.

A Perkons SA firmou contrato com o Detran-MS em 29/12/2014 com o objetivo de prestação de serviços contínuos de gerenciamento eletrônico de trânsito, mediante instalação, manutenção e operação de equipamentos eletrônicos medidores de velocidade, bem como aplicativo e sistemas especializados para processamento e apoio à emissão das notificações de autuação e imposição de penalidade e, ainda, relatórios estatísticos e gerenciais, sendo que, a partir de agora, todos estes serviços estão suspensos por tempo indeterminado.

Fonte https://www.novanews.com.br

Comentário

Comentário

Veja Também

PLANTIO DA SOJA CHEGA A 167,6 MIL HECTARES NA SAFRA DE SOJA 2019/2020

Os agricultores de Mato Grosso do Sul plantaram 167,6 mil hectares da safra de soja 2019/2020, ...