quinta-feira , 17 outubro 2019
Home / Destaque / AUMENTO DE ACIDENTE COM “MOTINHAS” GERA COBRANÇA DE MAIOR FISCALIZAÇÃO NO TRÂNSITO NA FRONTEIRA

AUMENTO DE ACIDENTE COM “MOTINHAS” GERA COBRANÇA DE MAIOR FISCALIZAÇÃO NO TRÂNSITO NA FRONTEIRA

Acidentes envolvendo motociclista a bordo de “motinhas” geram debates entre moradores da fronteira que cobram maior fiscalização no trânsito.

Os últimos acidentes violentos envolvendo motociclistas na cidade de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero, gerou uma seria de debates entre os moradores nas redes sociais, onde os mesmos começaram a cobrar das autoridades da fronteira uma maior fiscalização no trânsito, já que várias motocicletas transitam sem a mais mínima condição nas ruas da cidade, onde na noite da última sexta feira (26) um jovem de 19 anos perdeu a vida quando transitava de carona a bordo de uma motocicleta estrangeira, pela rua Baltazar Saldanha da cidade de Ponta Porã e ao chegar na esquina da rua Heliodoro Salgueiro colidiu violentamente contra a lateral de um veiculo, no acidente o mesmo faleceu no local antes mesmo de receber auxílio médico já o condutor foi encaminhado ao Hospital Regional da cidade para atendimento médico.

Já na cidade de Pedro Juan Caballero o alarmante aumento no número de acidentados levou as autoridades a estudar novos controles no transito como mais instalação de semáforos nas principais vias da cidade e multas elevadas a aqueles que descumpram a Lei de trânsito na região, onde a maioria dos motociclistas, ao não utilizarem capacetes, após os acidentes ficam com sequelas gerando enormes gastos ao município e aos familiares e superlotam os leitos hospitalares.

A falta de conhecimento das Leis de trânsito, segundo as autoridades e moradores da cidade, seria o maior problema na região de fronteira, onde os motociclistas ao não ter conhecimento mínimo das Leis, colocam suas vidas e veículos de condutores de automóveis em risco e que acabam tendo um enorme prejuízo mesmo não sendo responsável pela ocorrência do acidente, razão pela que nos últimos dias o debate entre os moradores têm derivado na cobrança de uma maior fiscalização das “motinhas” no trânsito de ambas as cidades.

Comentário

Comentário

Veja Também

UNIVERSITÁRIO DE MEDICINA É FLAGRADO COM QUASE 300 KILOS DE MACONHA EM ESTRADAS DO MS

Universitário de medicina e encaminhado a delegacia de policia ao ser flagrado com quase 300 ...