segunda-feira , 21 outubro 2019
Home / Destaque / GT DAS FRONTEIRAS VISITA DELEGACIAS EM MATO GROSSO DO SUL
??????????????????????????????????????????????????????????

GT DAS FRONTEIRAS VISITA DELEGACIAS EM MATO GROSSO DO SUL

Foram mais de 1,5 mil kilômetros percorridos em quatro dias nas estradas do Mato Grosso do Sul para fazer um diagnóstico da infraestrutura e das condições de trabalho dos policiais federais das fronteiras. O Grupo de Trabalho das Fronteiras, composto por membros da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), levantou dados a partir dos relatos e das visitas às delegacias entre os dias 1º e 4 de julho.

A reunião nos locais de visitas foram com os chefes da delegacias em Corumbá e Ponta Porã e, na capital, com o superintendente regional e demais chefes de setores da Regional. Além da infraestrutura e das condições de trabalho, as relações interpessoais e a rotina de trabalho nas fronteiras entre o Brasil e a Bolívia e entre o Brasil e o Paraguai foram avaliadas pelos diretores Jorge Luiz Caldas, Sergio Bezerra e Fernando Augusto Vicentine. “As delegacias de Corumbá e Ponta Porã estão sucateadas e sem a mínima condição de exercer um serviço de excelência à sociedade no combate aos crimes transnacionais e das atribuições de competência do Departamento de Polícia Federal”, afirmou Caldas.

Ainda segundo o diagnóstico do GT, há um grande número de caminhões vazios que foram apreendidos com drogas, contrabando e descaminho estacionados no entorno das delegacias. Outra medida, de acordo com o levantamento, é retirar os veículos da frente e da lateral da delegacia de Dourados, pois isso expõe a integridade física do serviço de plantão e da vizinhança local. As delegacias de Corumbá e Ponta Porã, ainda segundo o relatório, estão sucateadas, insalubres para o exercício da atividade administrativa e operacional. Também há áreas cedidas para a construção de novas sedes há cerca de dez anos.

Ao final da missão, foi realizada uma reunião com o superintendente regional do DPF no estado, Cléo Mazotti, e com os chefes de serviço da Regional para expor a situação apurada nas vistas do GT Fronteiras. “Agradecemos a todos que, de forma voluntária, colaboraram para o desempenho da missão sindical”, reconheceu Caldas.

Será enviado, ainda, às representações sindicais um questionário destinado aos servidores das delegacias para subsidiar o trabalho do GT das Fronteiras diante das autoridades administrativas, legislativas e judiciárias.

Fonte fenapef.org.br

Comentário

Comentário

Veja Também

UNIVERSITÁRIA DE MEDICINA E ENCAMINHADA A DELEGACIA DE POLÍCIA EM PONTA PORÃ AO SER FLAGRADA COM PLANTA DE MACONHA

Universitária de medicina e encaminhada a delegacia de polícia por portar droga para consumo ao ...