sábado , 18 janeiro 2020
Home / Destaque / PARAGUAIO FORAGIDO DA JUSTIÇA BRASILEIRA E PRESO ACUSADO DE PISTOLAGEM NA FRONTEIRA

PARAGUAIO FORAGIDO DA JUSTIÇA BRASILEIRA E PRESO ACUSADO DE PISTOLAGEM NA FRONTEIRA

Paraguaio foragido da justiça brasileira batizado supostamente com o vulgo de “capeta” pelo Primeiro Comando da Capital com ordem de recaptura e preso acusado de pistolagem na fronteira.

O mesmo foi identificado como o paraguaio, Osvaldo Ferreira Garay (25) com ordem de recaptura pela justiça brasileira, preso na manha de quarta feira (08) por volta das 05:30hs, em uma residência situada em um bairro nas proximidades da ruta 5ta, após uma investigação dos investigadores da Divisão de Investigações Criminais de Casos Puníveis, coordenado pelo comissário Feliciano Martinez sobre a execução do jovem paraguaio identificado como, Jorge Daniel Sanchez Cuevas (24) que na noite do ultimo sábado (04) por volta das 23:30hs, se encontrava em frente a uma conveniência denominada “Comercial C.F”, situada na rua Brasil do bairro Luz Bella, tomando cerveja em companhia de amigos e familiares, foi executado com cinco disparos de pistola do calibre 9mm, a vítima chegou a ser auxiliado por familiares ao Hospital Regional de Pedro Juan Caballero, onde chegou sem vida ao não resistir os ferimentos.

Informações indicam que a vítima teria sido executado por Osvaldo Ferreira por ciúmes, já que o pistoleiro tentava manter uma relação com a namorada da vítima, situação evidenciada ao ser encontrado na residência de “capeta” uma “macumba” em um balde, onde os investigadores encontraram o nome da namorada da vítima e uma cueca e a calcinha da mesma amarrados juntos com um cigarro fumado pela metade.

Na residência os investigadores apreenderam uma motocicleta da marca Kenton, cor vermelha similar a utilizada na execução, gorro cor preta, capacete e capsulas do calibre 9mm utilizadas e um aparelho de celular com varias mensagens indicando que o mesmo se preparava supostamente para executar um “chefe” do narcotráfico na região de Pedro Juan Caballero, onde o mesmo teria sido batizado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC) com o vulgo de “capeta” e ao sair teria se dedicado a pistolagem na região de fronteira, onde na manha de quarta feira acabou preso pelos investigadores da Divisão de Investigações Criminais de Casos Puníveis da Polícia Nacional do Paraguai em Pedro Juan Caballero na fronteira com o estado do Mato Grosso do Sul.

Relembre o caso http://poranews.com/?p=46573

Comentário

Comentário

Veja Também

JOVEM DESPORTISTA E ATACADA A TIROS EM CIDADE DE FRONTEIRA COM O MS

Jovem desportista e atacada a tiros ao sair para realizar recarga de salto em aparelho ...