quarta-feira , 11 dezembro 2019
Home / Destaque / PROFESSORA É EXECUTADA A TIROS NO INTERIOR DO MS E CRIME CHOCA MORADORES DO ESTADO

PROFESSORA É EXECUTADA A TIROS NO INTERIOR DO MS E CRIME CHOCA MORADORES DO ESTADO

Um crime de homicídio chocou a população de Três Lagoas na noite de sexta feira (29) quando a professora Ângela Maria Jorge (62) foi executada pelo ex-companheiro quando deixava um salão de festa em frente ao Lagos Hotel, onde acontecia um baile para pessoas da terceira idade. O acusado pelo feminicídio foi identificado como Carlos Roberto Felipe (59), vulgo “Baturu”, que depois de matar a professora tentou se matar atirando contra a cabeça. Ele foi socorrido pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado para o Hospital Maria Auxiliadora onde não corre risco de morte.

Segundo informações do site Perfil News, Ângela no interior do clube, quando percebeu a chegada de Baturu, que não concordava com o fim do relacionamento. A vítima temendo que algo pudesse acontecer pediu para um parente que a levasse embora, quando ela estava entrando no veículo o ex-namorado se aproximou dizendo que ele a levaria. Com a recusa da vítima, Baturu sacou do revólver calibre 32 efetuando dois disparos contra a vítima que morreu na hora. Depois da matar a ex-companheira ele atirou contra a cabeça.

Os socorristas do SAMU constataram a morte da professora e fizeram o atendimento do feminicídio que foi levado para o hospital e deve ser levado preso em flagrante assim que receber alta médica. Filhos e parentes professora que também participaram da festa ficaram desesperados com o crime e Baturu teve que ser retirado ás pressas do local pelos socorristas deve a revolta das pessoas que presenciaram o crime.

Ele teria deixado dentro da carteira dele uma carta onde estava escrito “Foi pela pessoa eu tanto ano e não fui correspondido”, demonstrando que a intenção dele era mesmo de matar a ex-namorada.

Comentário

Comentário

Veja Também

FAMILIARES DE ALEX ZIOLI SE REÚNEM COM ALTAS AUTORIDADES DO PARAGUAI E SOLICITAM SERIEDADE E CELERIDADE NAS INVESTIGAÇÕES AO CASO DE ASSASSINATO DO ADOLESCENTE BRASILEIRO NO PARAGUAI

Familiares do estudante brasileiro Alex Zioli Areco Aquino assassinato brutalmente após ser raptado na cidade ...