sexta-feira , 18 outubro 2019
Home / Destaque / CONJUNTO HABITACIONAL KAMEL SAAD JA CONTA COM LICENÇA AMBIENTAL

CONJUNTO HABITACIONAL KAMEL SAAD JA CONTA COM LICENÇA AMBIENTAL

O maior conjunto habitacional do Mato Grosso do Sul, denominado Kamel Saad, está localizado no município de Ponta Porã, com 1015 unidades habitacionais, acaba de receber a liberação da licença de operação, pela Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Meio Ambiente.

O documento é a última etapa o estudo de impacto ambiental, restando apenas a expedição do “habite-se”, para que as casas possam ser ocupadas definitivamente pelos contemplados. O conjunto compreende 1.126 lotes, sendo 1.123 para ocupação residencial e afins.

Na terça-feira (19) pela manhã, o secretário municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Meio Ambiente, Eduardo Gaúna, disse que a liberação foi efetuada em tempo recorde, já que o empreendimento é a “menina dos olhos” do prefeito Ludimar Novais (PDT) e uma questão de honra para sua administração.

A solicitação foi apresentada pela empreiteira vencedora da licitação em 22 de dezembro de 2015 e liberada nesta segunda-feira (18). Para a expedição do documento é necessária a vistoria do local por técnicos da secretaria. Eles estiveram no conjunto habitacional no dia 14 de janeiro, constatando que o sistema de drenagem urbana está completamente instalado e em funcionamento, sendo observados dois dissipadores de águas (um para o córrego São João e outro para o córrego Peguajho) que também já estão instalados e em funcionamento normal.

Os técnicos também incluíram no relatório de vistoria que as ruas do conjunto habitacional estão pavimentadas, inclusive o acesso principal externo do residencial.

O documento liberado pela Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Meio Ambiente também determina que deverá ser apresentado anualmente à mesma Pasta, um relatório de monitoramento, conforme Termo de Referência do IMASUL (Instituto do Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul), demonstrando os resultados e particularidades das intervenções efetuadas, conforme o Plano de Recuperação de Área Degradada e/ou Alterada (PRADA) e seu cronograma; quando da plena recuperação da área, a secretaria deverá receber um Relatório de Conclusão.

Comentário

Comentário

Veja Também

FORÇA TAREFA DA POLÍCIA CIVIL PRENDE SUSPEITOS DE VÁRIAS EXECUÇÕES NA REGIÃO DE FRONTEIRA

Força Tarefa da Polícia Civil da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Homicídios (DEH), ...

Deixe uma resposta