terça-feira , 12 novembro 2019
Home / Destaque / FALTA DE CONSCIENTIZAÇÃO E RESPEITO NO TRÂNSITO COLOCA EM RISCO A VIDA DA POPULAÇÃO DE PONTA PORÃ

FALTA DE CONSCIENTIZAÇÃO E RESPEITO NO TRÂNSITO COLOCA EM RISCO A VIDA DA POPULAÇÃO DE PONTA PORÃ

Falta de conscientização e respeito de condutores de veículos automotores no trânsito coloca em risco a vida de estudantes e moradores na cidade de Ponta Porã.

A falta de conscientização de condutores de veículos e motocicletas pelos pedestres tem colocado a vida de estudantes e moradores da cidade de Ponta Porã em risco nos últimos dias, esta situação se agravou após a desativação das lombadas eletrônicas de redutores de velocidades na região, onde os pedestres mesmo nas faixas de pedestres correm um verdadeiro perigo de perder a vida ante a falta de conscientização dos motociclistas e de alguns condutores de veículos que mesmo vendo os pedestres na faixa seguem em alta velocidade, a falta de conhecimento das Leis de Transito poderia ser a causa, mas algumas autoridades manifestam que o maior problema está na falta de conscientização e na falta de respeito para com o outro no trânsito, situação que no dia da criança acidentou uma criança que tentava cruzar a rua no bairro Vila Áurea em Ponta Porã.

Um dos problemas constantes e os condutores de motocicletas, que não respeitam as sinalizações do trânsito e nem pedestres e condutores de veículos que transitam pelas ruas da cidade, razão pela que nos últimos dias a população tem cobrado uma maior fiscalização das autoridades no trânsito de Ponta Porã, onde e comum ver veículos fechando toda a rua ao estacionar em dupla fila em frente as escolas e motociclistas conduzindo em velocidade acima do permitido.

Esta situação, segundo informações, desencadeará um forte controle das autoridades no trânsito da cidade e nas imediações de escolas, onde policiais do trânsito atuarão anotando a numeração de placas e posteriormente enviando ao proprietário do veiculo a multa correspondente, já nas ruas da cidade o controle contra as “motinhas” utilizadas supostamente por “trabalhadores” devem aumentar em razão da falta de conscientização e respeito dos condutores.

Os moradores da cidade também podem auxiliar na fiscalização realizando fotos e vídeos e podem entregar as mesmas na área do trânsito da Polícia Militar e na GCMFron (Guarda Civil Municipal) em Ponta Porã.

Comentário

Comentário

Veja Também

DOF INICIA CURSO DE UNIDADES ESPECIALIZADAS EM FRONTEIRA

O Departamento de Operações de Fronteira (DOF) realizará, no período de 11 de novembro a ...