quinta-feira , 24 outubro 2019
Home / Destaque / COMERCIANTE MONTA GRUPO DE “JUSTICEIROS” NO INTERIOR DO MS E ACABA PRESO PELA POLÍCIA

COMERCIANTE MONTA GRUPO DE “JUSTICEIROS” NO INTERIOR DO MS E ACABA PRESO PELA POLÍCIA

O comerciante foi identificado como P.A. que após utilizar o aplicativo “Whatsapp” manifestando que estava criando o grupo de “justiceiros” para fazer um limpa na cidade de Porto Murtinho no interior do Mato Grosso do Sul, acabou preso pela Polícia Militar após perseguir e realizar disparos contra um morador identificado como, E.C. que manifestou que por volta das 03:00hs da madrugada de Sábado (14), o comerciante passou a segui-lo em seu veículo e em determinado momento o comerciante teria dito que a vítima seria o responsável pelo furto do seu estabelecimento comercial, fato ocorrido recentemente no município de Porto Murtinho, onde a vítima contou que a arma do comerciante falhou por três vezes, então o comerciante teria pedido outra arma que estava de posse de outro homem que seria seu genro, nesse momento a vítima saiu correndo e ouviu apenas barulho dos tiros que eram efetuados pelo comerciante.

A vítima conseguiu se refugiar em uma residência, onde veio a pedir ajuda para a proprietária que acionou a polícia militar que com informações em mãos, saíram em diligências terminando por encontrar o veiculo do comerciante na rua 13 de Junho, onde a equipe policial localizou o veículo que foi apontado pela testemunha como pertencente ao comerciante que estaria na companhia do seu genro.

Ao vistoriar o interior do veículo, a polícia localizou dois revólveres, um calibre 32 e outro calibre 38 que tinha a numeração raspada, segundo informações, as armas estavam escondidas em baixo do banco do veículo. Uma das armas estava com três munições picotadas (falharam) a outras estava com 5 munições intactas e uma deflagrada.

A dupla recebeu voz de prisão, e posteriormente foram encaminhados com as armas a delegacia de Polícia civil de Porto Murtinho , onde após pagar fiança o comerciante foi colocado em liberdade, ja, segundo informações, a Polícia Civil investiga a suposta formação de um grupo de “justiceiros” formado pelo comerciante.

Comentário

Comentário

Veja Também

GERENTE DE COMÉRCIO DE PNEUS E ATACADO A TIROS NA FRONTEIRA

Pistoleiros atacam a tiros gerente de comércio de pneus na cidade paraguaia de Pedro Juan ...