quinta-feira , 17 outubro 2019
Home / Destaque / INVESTIGAÇÕES JORNALÍSTICAS APONTAM QUE ESTUDANTES DE MEDICINA FORAM PRESOS SOB FALSA ACUSAÇÃO NO PARAGUAI

INVESTIGAÇÕES JORNALÍSTICAS APONTAM QUE ESTUDANTES DE MEDICINA FORAM PRESOS SOB FALSA ACUSAÇÃO NO PARAGUAI

Estudantes de medicina acusados de tentar entregar veiculo via golpe do seguro na noite de segunda feira (26) na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com o Mato Grosso do Sul são liberados após ser ouvido pela promotoria de justiça.

Em um caso chamativo que derivou na prisão dos brasileiros A.L.A.T.S. (28) que se encontrava a bordo de um veiculo da marca Hyundai I30, cor prata, do município de Varanda Grande do estado do Mato Grosso e J.T.C. (32) que no momento da abordagem se encontrava sem documentação de identificação e transitava a bordo de um veiculo da marca GM-Onix, cor prata, do município de Cuiabá do estado do Mato Grosso, transitando pela rua da cidade de Pedro Juan Caballero quando foram abordados pelos agentes da Polícia Nacional do Paraguai, que os encaminhou a comissária de polícia local supostamente ao tentar entregar um dos veiculo de procedência brasileira no Paraguai e posteriormente alegar que a mesma tinha sido roubado ou furtado.

Durante o dia a abordagem e a situação foi colocada em dúvida pelos meios de comunicação em razão de que os jovens teria sidos abordados e levados a comissária de polícia, onde os policiais lhe solicitaram a quantia de 10 mil reais para a sua liberação, mas ante o conhecimento dos integrantes da imprensa da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero do ocorrido, os policiais teriam inventado a acusação contra os estudantes de medicina que tiveram que passar a noite nas celas policiais e liberados na tarde de terça feira após ser ouvido pela promotora de justiça Liz Nadine Portilho.

Situações como as vividas pelos estudantes brasileiros têm gerado criticas contra as autoridades policiais paraguaias na região de fronteira com o Mato Grosso do Sul, onde os mesmos solicitam supostamente quantidades em dinheiro pela liberação dos brasileiros que são abordados ao transitar a bordo de veículos com placa brasileira nas ruas da cidade de Pedro Juan Caballero, ao estar nesta situação já se corre o risco de acabar encaminhada a comissária de polícia sob uma falsa acusação e posteriormente responder pela mesma ante a justiça paraguaia, a vítima ainda tem de desembolsar um alto valor ao contratar um advogado de defesa, já que para ser ouvido no Ministério Publico o acusado deve se apresentar acompanhado de um advogado, esta situação constantemente denunciada pela imprensa local tem gerado mudanças na alta cúpula da polícia, mas os principais envolvidos continuam patrulhando as ruas da cidade, onde os brasileiros são os principais alvos de abordagem policial.

Acredita se que neste caso os estudantes de medicina tenham sido vítimas de uma acusação falsa, montada pelos integrantes da Polícia Nacional do Paraguai em Pedro Juan Caballero pela que terão que responder ante a justiça mesmo sendo inocentes pelo crime de receptação no vizinho país situação que coloca o estado de direito democrático em risco no Paraguai ao ser acusado de um suposto crime montado pelos próprios integrantes da policía local que utilizaram a situação dos universitários por estar em um veiculo de procedência brasileira e documentada legalmente para acusar os mesmos de tentar supostamente vender o veiculo e alegar roubo ou furto.

Veja o caso http://poranews.com/?p=42436

Comentário

Comentário

Veja Também

UNIVERSITÁRIO DE MEDICINA É FLAGRADO COM QUASE 300 KILOS DE MACONHA EM ESTRADAS DO MS

Universitário de medicina e encaminhado a delegacia de policia ao ser flagrado com quase 300 ...