sexta-feira , 18 outubro 2019
Home / Geral / AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE RELAÇÃO ENTRE CRIMINALIDADE E FEMINICÍDIOS NA FRONTEIRA COM O PARAGUAI

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE RELAÇÃO ENTRE CRIMINALIDADE E FEMINICÍDIOS NA FRONTEIRA COM O PARAGUAI

Cidade de Ponta Porã situado no interior do Mato Grosso do Sul com a cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, durante audiência pública realizada na tarde de quinta-feira (6) reuniu autoridades dos dois países para discutir o aumento da violência contra a mulher na região de fronteira.

Segundo a vereadora Anny Espíndola (PSDB), que já promoveu outras duas audiências com o mesmo tema desde 2017, a onda de violência contribui com casos de feminicídio:

“Muitas vezes as mulheres estão inseridas nesse contexto de criminalidade, seja em relacionamentos com homens envolvidos com tráfico de drogas ou facções, seja simplesmente estando em algum lugar no momento de uma execução, e acabam morrendo dessa forma”, declara.

Anny afirma que a cooperação entre os dois países é fundamental para combater, especialmente, a impunidade em casos de agressão ou feminicídio: “A fronteira seca facilita a fuga de agressores de um país para outro, por isso precisamos afinar a cooperação nas investigações. O relacionamento é muito bom com as autoridades do Paraguai, mas precisamos combater todas as formas de violência contra a mulher em uma tratativa binacional”, declara.

Participaram da audiência a secretária especial de cidadania do estado, Luciana Azambuja, e da coordenadora de políticas públicas para as mulheres de Pedro Juan, além de representantes da OAB/MS, Polícia Militar e Polícia Civil, lideranças de bairro e acadêmicos.

Segundo a delegacia da mulher de Ponta Porã, só este ano já foram registrados 230 boletins de ocorrência por violência doméstica, sendo que em todo o ano passado foram 517. Foram instaurados 198 inquéritos e efetuados 220 pedidos de medidas protetivas. Dos agressores, 41 estão presos. De janeiro a junho foram registrados 14 casos de estupro na cidade. A audiência faz parte da programação da Semana Estadual de Combate ao Feminicídio em Mato Grosso do Sul.

Fonte g1.globo.com

Comentário

Comentário

Veja Também

PRIMER SEMINÁRIO INTERNACIONAL CANNABIS MEDICINAL REÚNE AUTORIDADES DE VÁRIOS PAÍSES EN LA FRONTERA BRASIL-PARAGUAY

Primer Seminário Internacional Cannabis Medicinal reúne en la frontera Brasil-Paraguay a altas autoridades de la ...