segunda-feira , 27 maio 2019
Home / Destaque / SUPOSTO EX-SECRETÁRIO DE PAVÃO E EXECUTADO A TIROS NA FRONTEIRA

SUPOSTO EX-SECRETÁRIO DE PAVÃO E EXECUTADO A TIROS NA FRONTEIRA

Suposto ex-secretário de Jarvis Pavão e executado a tiros na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã.

O mesmo foi identificado como, Hugo Orlando Escobar Ayala (39) que nas primeiras horas da tarde de terça feira (07) transitava a bordo de uma caminhonete da marca Toyota, modelo Hilux, cor branca, placa CET 853 Paraguai pela avenida Tenente Herrero na área central de Pedro Juan Caballero, quando foi alcançado pelos pistoleiros, que segundo informações, transitavam a bordo de uma caminhonete tipo Amarok que realizaram mais de 20 disparos de pistola 9mm contra a vitima que faleceu no local antes mesmo de receber auxílio médico, informações ainda indicam que no interior do veiculo foram encontrados dinheiro em efetivo em real e guaranis que por ordem da promotora de justiça foram encaminhados a sede do Ministério Público.

Agentes da Divisão de Homicídios e da Polícia Técnica apoiados pelos médico legista Cesar Gonzalez e pela promotora de justiça Sandra Díaz realizaram os procedimentos de rigor e encaminharam o corpo ao IML da cidade para posterior entrega aos familiares, os mesmos manifestaram que a vitima se desempenhava como funcionario de uma universidade de medicina na cidade de Pedro Juan Caballero.

Informações indicam que o mesmo tinha sido preso durante uma operação da SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas) denominada “Capricórnio” no “El Hotel” situado na cidade paraguaia de Yby Yau no dia 29 de dezembro de 2009 quando se encontrava em companhia do brasileiro Daniel Ferreira da Costa e Alexandre Carvalho, acusados na época de lavagem de dinheiro, associação criminosa e porte ilegal de armas, durante a operação tambem foram presos Jarvis Pavão e Carlos Antonio Caballero, vulgo “Capilo”.

Esta situação faz com que os investigadores acreditem que o mesmo teria sido executado em um ajuste de contas do crime organizado que estaria atuando na região de fronteira, mas não descartam outras hipóteses que será investigada com o apoio da Direção de Investigações de Casos Puníveis a da Polícia técnica da Polícia Nacional do Paraguai em Pedro Juan Caballero.

Comentário

Comentário

Veja Também

MAUS TRATOS A MÃE DE FAMILIA EM SUPERMERCADO GERA CRÍTICAS E REPÚDIO NA FRONTEIRA

Maus trato a dona de casa em supermercado na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero recebe ...