segunda-feira , 27 maio 2019
Home / Destaque / “VALENTÃO” COM ARMA EM MÃO AMEAÇA MULHER E FILHA E ACABA PRESO EM AÇÃO CONJUNTA DA PM NO INTERIOR DO MS

“VALENTÃO” COM ARMA EM MÃO AMEAÇA MULHER E FILHA E ACABA PRESO EM AÇÃO CONJUNTA DA PM NO INTERIOR DO MS

“Valentão” com arma em mão ameaça mulher e filha em fazenda situada na região de Ponta Porã e acaba preso por, ameaça, tentativa de feminicídio e porte ilegal de arma de fogo e munição.

O mesmo foi identificado como, Edson Ferreira de Souza (52) que na noite da última sexta feira (05) por volta das 23:10hs, após ameaçar a mulher e a filha pequena em uma fazenda situada na região de Ponta Porã, fugiu a bordo de um veiculo da marca GM-Corsa, cor preta, placa HSY 8996 do município de Dourados pela que as vítimas que fugiram da ação do “valentão” se refugiando em um galpão de onde, alertaram o gerente da fazenda que comunicou o fato a Polícia Militar que rapidamente chegou ao local após colher as informações realizou buscas pelo autor que acabou preso por uma equipe da Força Tática da Polícia Militar de Ponta Porã que contou com o apoio da Força Tática da Polícia Militar da cidade de Fátima do Sul que recebeu o alerta via rádio e procedeu a abordagem ao “valentão” em fuga e que acabou encaminhado ao DP da Polícia Civil para as providências cabíveis.

Informações indicam que na residência foi encontrada uma espingarda, que a vítima reconheceu a arma de fogo utilizada pelo esposo. A espingarda encontrada possuía uma munição de Calibre 22 deflagrada no interior do cano, ainda durante as buscas os policiais logrou êxito em localizar munições do Calibre 38, munição do calibre 9mm, munição do calibre 22, três cartuchos do calibre 20 e quatro frascos contendo chumbo de vários tamanhos, para recarga.

A vítima relatou que o seu esposo teria chegado aparentemente embriagado e dizendo “clonei seu celular, descobri suas conversas” e teria começado a danificar os objetos localizados no interior da residência, arremessando um aparelho de Tv para fora da casa, quebrando a fechadura da porta de entrada e o espelho do quarto e teria começado a manusear a espingarda em sua frente, ainda no quarto, abrindo a espingarda para possivelmente carregá-la, momento em que a vítima com sua filha saíram em desespero para um galpão existente na fazenda onde se refugiaram, juntamente com a filha que alegou ter ouvido o padrasto manuseando a arma de fogo e ainda visualizado o mesmo empreendendo fuga após ter visto a afilhada pedindo auxilio.

Comentário

Comentário

Veja Também

MAUS TRATOS A MÃE DE FAMILIA EM SUPERMERCADO GERA CRÍTICAS E REPÚDIO NA FRONTEIRA

Maus trato a dona de casa em supermercado na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero recebe ...