domingo , 21 abril 2019
Home / Destaque / VEREADORES DE PONTA PORÃ GARANTEM APOIO A CAMPANHA DO CONSELHO TUTELAR

VEREADORES DE PONTA PORÃ GARANTEM APOIO A CAMPANHA DO CONSELHO TUTELAR

A Câmara Municipal de Ponta Porã assegurou apoio ao Conselho Tutelar e aos demais órgãos envolvidos na campanha “Não dê esmola, dê cidadania, criança quer futuro”, que será desenvolvida na cidade de Ponta Porã com o objetivo de tirar das ruas crianças e adolescentes que vivem pedindo dinheiro, principalmente nos cruzamentos onde existem semáforos.

Na sessão ordinária de terça-feira, (02), a conselheira tutelar Marilene Escobar de Souza utilizou a Tribuna Livre para anunciar as medidas que serão adotadas na campanha. Ela fez um apelo para que a população ajude o Conselho e as demais instituições relacionadas com o problema das crianças em situação de rua, evitando doar dinheiro: “as crianças só ficam na rua se ganham algum dinheiro. Quando uma pessoa, com pena daquela situação doa uma moeda, em vez de ajudar, está contribuindo para que o problema não seja solucionado. Estamos trabalhando para localizar e recolher estas crianças, promovendo o encaminhamento delas à rede de atendimento. Por tanto, faço um apelo: não dê moeda”, afirmou.

Segundo ela, quando se trata de crianças de origem paraguaia, o consulado do país vizinho é acionado. Quando são brasileiras, as crianças são encaminhadas aos órgãos competentes. Temos uma parceria forte com a Secretaria Municipal de Assistência Social, a Segurança Pública, as polícias, consulado, enfim, toda a rede protetiva. É preciso dar dignidade, respeito a essas crianças e suas famílias e a esmola em vez de ajudar, acaba atrapalhando”, argumentou Marilene.

Ela citou o exemplo de uma criança que, em menos de duas horas pedindo dinheiro no semáforo arrecadou R$ 45,00. “A criança que recebe o dinheiro vai voltar e ficar na rua. Por isso que a esmola atrapalha”.

Comentário

Comentário

Veja Também

PMR APREENDE CARGA DE MACONHA NA MS 156 E ENCAMINHA DOIS A DELEGACIA DE POLÍCIA

Policiais Militares Rodoviários da Base Operacional de Amambai realizavam patrulhamento na MS 156, quando por ...