quinta-feira , 21 março 2019
Home / Destaque / CAPATAZ E FUNCIONÁRIO DE FAZENDA SÃO ENCONTRADOS MORTOS A TIROS NA FRONTEIRA

CAPATAZ E FUNCIONÁRIO DE FAZENDA SÃO ENCONTRADOS MORTOS A TIROS NA FRONTEIRA

Trabalhadores de fazenda são encontrados mortos a tiros em colônia situada na região da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero entre Bela Vista Norte na fronteira com o estado do Mato Grosso do Sul.

As vítimas foram identificadas como, Arcenio Echague Cañete (43) e Isabelino Quiñones Valdez (39), encontrados mortos a tiros de pistola do calibre 9mm e escopeta calibre 12 na tarde de sábado (16) por volta das 18:30hs, pelo tratorista da fazenda que imediatamente alertou os investigadores da Divisão de Homicídios e aos agentes da Técnica da Polícia Nacional do Paraguai em Pedro Juan Caballero, que após constatar a veracidade do fato comunicaram o caso ao promotor de justiça que realizou os procedimentos de rigor e encaminharam o corpo ao IML da cidade a espera dos familiares para a entrega.

Segundo os investigadores da Divisão de Homicídios, os dois possivelmente teriam discutido e acabaram matando os dois cavalos e posteriormente um disparou contra o outro após um recorrido que realizavam pela fazenda denominada “San Vicente” situada na região da colônia Puente Aquidaban a uns 100 kilometros da fronteira com o estado do Mato Grosso do Sul, onde foram encontrados mortos a tiros junto aos dois cavalos mortos a uns 200 metros da residência principal da fazenda onde se encontrava os dois corpos, mas as investigações apontam que os dois foram atacados por um grupo de homens armados que os executaram no momento em que chegavam a fazenda.

Os agentes da polícia encontraram uma pistola do calibre 9mm e uma escopeta do calibre 12 nas proximidades onde ocorreu o fato pela que acreditam que os mesmos tenham disparado contra os animais e posteriormente um tenha baleado o outro, mas não se descarta nenhuma hipótese pela que a Divisão de Homicídios investigará o caso pois segundo informações existem evidências que os dois teriam sido executados por um grupo de pessoas armadas que teriam invadido a fazenda.

Comentário

Comentário

Veja Também

POLICIA CIVIL DEFLAGRA “OPERAÇÃO SOCIAL” CONTRA O NARCOTRÁFICO NA REGIÃO DE FRONTEIRA

A Polícia Civil de Porto Murtinho, com o apoio da Delegacia de Repressão aos Crimes ...