quarta-feira , 20 março 2019
Home / Destaque / MAUS TRATOS A ANIMAL EM PONTA PORÃ ACABA COM PROPRIETÁRIA ENCAMINHADA A DELEGACIA DE POLICIA

MAUS TRATOS A ANIMAL EM PONTA PORÃ ACABA COM PROPRIETÁRIA ENCAMINHADA A DELEGACIA DE POLICIA

De acordo com informações, Rosane Mazetto, da sociedade de proteção a animais denominada “Irmandade das Patinhas”, seguia para um socorro quando recebeu uma ligação de que uma mulher havia atirado sua gata contra o chão e o animal se encontrava agonizando, pela que Mazetto se deslocou até a residência do fato, localizada, no bairro São Vicente de Paula, onde encontrou o animal jogado em uma cadeira na casa de uma vizinha que havia socorrido a gatinha. De imediato, o animal foi levado até a uma veterinária para atendimento, porém o animalzinho, faleceu devido a violência sofrida, além da fome, prenha, desnutrida a gata foi assassinada brutalmente pela sua dona na tarde de domingo (10), em Ponta Porã.

A Irmandade das Patinhas acionou a Polícia Militar e juntos se deslocaram até a casa da agressora identificada como Marli Ferreira Albuquerque que contou aos policiais que jogou a gata no chão para impedir que esta pegasse um pedaçõ de carne na panela que estava no fogão.

Uma testemunha contou à polícia que ouviu gritos vindo da casa de Marli e ao sair para ver o que estava acontecendo ouviu um dos filhos da autora pedir que não matasse sua gata. A filha da testemunha pegou o animal que agonizava e levou para sua casa até a chegada do socorro.

A agressora foi encamihada até a delegacia para os procedimentos de praxe, como elaboração de Termo de Compromisso e o caso irá para a justiça definir se caberá pena a esse crime.

Rosane Mazetto contou à reportagem do site Pontaporainforma que essa é a segunda vez que atende caso de maus tratos de animais na casa de Marli Ferreira Albuquerque, visto que tempos atrás recolheu da casa uma cadela que estava sendo comida por bichos e com a anuência de marli, levou a cadela para tratamento e adoçã, porem na ocasião nao foi confeccionado boletim de ocorrência.

AGRADECIMENTO À POLÍCIA:

Rosane Mazetto fez um agradecimento especial aos policiais que foram solícitos e ajudaram no caso de maus tratos, atuando de forma efetiva e conjunta com a Irmandade das Patinhas no intuito de socorrer uma vida animal.

Um outro gato que estava na casa da agressora foi resgatado aparentanto desnutrição e agora vai passar pelos veterinários e logo estará apto para adoção. Quem se interessar, basta entrar em contato no celular 67 99938 7600.

Comentário

Comentário

Veja Também

VEICULO ENCONTRADO QUEIMADO NA FRONTEIRA PODERIA TER SIDO UTILIZADO POR PISTOLEIROS DIZ POLÍCIA

Veiculo e encontrado incendiado em área isolada da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero e ...