terça-feira , 19 março 2019
Home / Geral / UNIVERSITARIOS DO CURSO DE MEDICINA DA UASS FORTALECEM AÇÕES CONTRA A VIOLÊNCIA A MULHER NA FRONTEIRA

UNIVERSITARIOS DO CURSO DE MEDICINA DA UASS FORTALECEM AÇÕES CONTRA A VIOLÊNCIA A MULHER NA FRONTEIRA

Diretora administrativa e universitários do curso de medicina da UASS (Universidad Autônoma San Sebastian) se reúnem com representantes de secretarías de proteção e bem estar da mulher do Governo de Amambay.

O ato foi registrado na manha de quarta feira (06) quando a Secretaria de Atendimento a Mulher, Celia Rolon, acompanhado do secretario de Planificação Rosalino Gimenez e a Coordenadora Regional do centro Regional de Atendimento a Mulher, Gloria Nuñez se reuniu com a representantes da direção administrativa, Doralice Nunes Alcântara da UASS e componentes da direção acadêmica acompanhados de universitários do curso de medicina a fim de conhecer os trabalhos realizados pelas secretarias de atenção as mulheres e os projetos que a mesma desenvolve na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, Zanja Pytã, Capitan Bado, Bella Vista Norte e na cidade de Carapaí situados no departamento (estado) de Amambay.

Durante a reunião foram apresentadas várias problemáticas existentes na prevenção da violência contra a mulher, mas também foram apresentadas varias situações que têm apoiado nos últimos anos a luta contra a violência a mulher no estado, como as Leis recentes aprovadas no país, segundo Celia Rolon, estas Leis têm beneficiado as mulheres que passaram a ter mais proteção com ações que visam duras e rigorosas punições aos agressores, que após denunciados nas comissárias de polícia locais, não tem mais o benefício da retirada da denúncia por parte da vítima e na maioria dos casos de violência contra a mulher o Ministério Público atua de forma imediata e de ofício a fim de salvaguardar a integridade da vítima.

Durante a reunião foi proposto pela representante da direção da faculdade que os integrantes da secretaria da mulher possa apresentar aos universitários os projetos desenvolvidos pela secretaria para que os futuros médicos tenham conhecimento na área e passem a ser multiplicadores de conscientização do combate a violência a mulher na região de fronteira, onde os universitários passarão a realizar palestras e levar o conhecimento as mulheres e seus familiares a fim de erradicar na região a violência contra a mulher, a proposta prevê a formação de um comitê formada por universitários e integrantes da secretaria de atenção a mulher do governo do estado a fim de realizar um trabalho conjunto de conscientização durante todo o ano, onde a violência contra a mulher será mapeada e as suas origens estudadas, tendo as informações em mãos se definirá as formas de combate a violência contra a mulher na região, onde os universitários serão capacitados para as ações contra a violência que varias mulheres sofrem em mãos de seus verdugos e ao não conhecer os seus direitos continuam morando com o seu inimigo.

Durante as próximas reuniões, será conformada uma equipe de trabalho e capacitação a fim de que estes realizara ações de conscientização e preparação de novos multiplicadores de ações contra a violência à mulher via a sensibilização sobre o tema junto a sociedade, estas ações começam no próximo dia 08 dia considerado dia internacional da mulher, quando os universitários da Universidad Autônoma San Sebastian estarão participando da marcha contra a violência a mulher na cidade de Ponta Porã no estado do Mato Grosso do sul na fronteira com a cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero.

Comentário

Comentário

Veja Também

PEQUEÑOS PRODUCTORES RECIBEN APOYO DEL GOBERNADOR EN AMAMBAY

Productores del comité “1º de Marzo” de la colonia Guaritá, jurisdicción de Capitán Bado, recibieron ...