segunda-feira , 22 julho 2019
Home / Economia / REPRESENTANTES DA ENERGISA SE REÚNE COM VEREADORES EM PONTA PORÃ

REPRESENTANTES DA ENERGISA SE REÚNE COM VEREADORES EM PONTA PORÃ

Os vereadores da Câmara Municipal de Ponta Porã se reuniram com representantes da empresa de energia elétrica Energisa e Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon) para conversar a respeito das inúmeras reclamações sobre o aumento nas contas de energia e explicações sobre as razões dos aumentos não convence a população, ja que uma família bem maior e com mais utensílios elétricos na cidade de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã paga o equivalente a 150 mil Guaraníes (equivalente aproximado a 100 Reais).

Durante a reunião de trabalho realizada no plenário da Câmara Legislativa, os parlamentares, juntamente com a coordenadora do Procon, a advogada Claudia Bonato e o advogado Wesley Tolentino, indagaram o coordenador de relacionamento com o Poder Público, Dian Cleiton de Brito e o supervisor de atendimento, Rodrigo Correa de Freitas, ambos servidores da Energisa, sobre as reclamações dos valores na conta de luz.

“A população está se sentindo prejudicada com o aumento expressivo nas contas de luz. Queremos saber os motivos desses valores altos, se houve acréscimo nas tarifas ou nos consumos, se há cobranças indevidas e principalmente como podemos amenizar essa situação para os pontaporanenses”, perguntaram os parlamentares.

Os servidores da Energisa explicaram como é composta a fatura de energia elétrica e alguns fatores contribuintes para o aumento. “A porcentagem do PIS/CONFINS e ICMS residencial varia de acordo com o consumo de energia elétrica. Além disso o forte calor e o período de férias, época em que a família passa mais tempo em casa com vários eletrodomésticos e eletrônicos ligados como aparelhos de ar-condicionado, ventiladores, televisores, vídeo game, contribuíram para elevar o consumo da energia e consequente o valor final na conta”.

Conforme o coordenador de relacionamento com o Poder Público, Dian Cleiton de Brito, os consumidores podem se cadastrar para receber descontos de acordo com o consumo. “A Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) beneficia com descontos quem consome até 220 KWH por mês. Em Ponta Porã há mais de cinco mil famílias cadastradas. Porém, três mil estão fora do programa, pois não atualizaram o cadastro, medida que deve ser realizada a cada dois anos. Também temos mais de três mil consumidores que poderiam ser incluídas na TSEE”.

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã, Candinho Gabínio (PSDB), disse que o Poder Legislativo está sempre de portas abertas para a população registrar suas reclamações e, a partir daí, utilizar os meios necessários para atender os pedidos dos moradores. Desta vez, o tema foi a conta de luz. “Estamos abertos ao diálogo, procurando sempre ouvir todos os lados envolvidos numa questão. É nossa obrigação, ouvir e encaminhar as queixas e sugestões das pessoas que buscam nos vereadores o atendimento para o que consideram justo”, declarou.

Ele e os demais colegas recomendaram que as pessoas que se sentirem lesadas pela empresa, procurem o Procon, órgão que defende os consumidores. Os vereadores de Ponta Porã continuarão acompanhando esta situação, procurando ouvir e encaminhar as súplicas da população pontaporanense.

Comentário

Comentário

Veja Também

AUTORIZADA LICITAÇÃO DE OBRA DA PONTE SOBRE RIO PARAGUAI, COM INÍCIO EM 2020

O governo do Paraguai autorizou na manhã de sábado (20), a licitação para elaboração do ...