domingo , 15 setembro 2019
Home / Educação / CAMPANHA “CORAÇÃO NA BATIDA CERTA” DISCUTIU PREVENÇÃO DAS ARRITMIAS CARDÍACAS EM PONTA PORÃ

CAMPANHA “CORAÇÃO NA BATIDA CERTA” DISCUTIU PREVENÇÃO DAS ARRITMIAS CARDÍACAS EM PONTA PORÃ

Em prol do Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, a Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas promoveu a campanha “Coração na Batida Certa” nesta segunda-feira, 12 de novembro. Em Ponta Porã, a campanha contou com o apoio do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto e da Universidade del Pacífico de Pedro Juan Caballero, no Paraguai.  O evento aconteceu no estacionamento do Hospital Regional de Ponta Porã e ofertou serviços como aferição de pressão arterial, orientações sobre arritmia cardíacas, testes de glicemia, auscultação do coração e verificação do índice de massa corporal para pacientes, acompanhantes e colaboradores do Hospital.

A aposentada Lucinéia Barbosa da Silva, de 64 anos, foi até o Hospital para marcar a cirurgia de vesícula e aproveitou para verificar a pressão e glicemia. “Vou fazer minha cirurgia esta semana, então estou nos preparativos com os exames. Achei excelente a iniciativa dessa campanha, minha pressão deu um pouco alterada, pois estou ansiosa com a cirurgia. Eles foram bem atenciosos, me deram dicas e me incentivaram a praticar exercícios”, contou.

Segundo dados da Sobrac (Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas) a arritmia cardíaca é uma doença que acomete mais de 20 milhões de brasileiros e é responsável pela morte súbita de mais de 320 mil pessoas todos os anos.

 “A Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas está realizando esse evento em 34 cidades do Brasil, e aqui em Ponta Porã eu sou o representante da campanha. Durante o evento realizamos atendimentos gratuitos de aferição de pressão, verificação de circunferência abdominal, glicemia e aferição de pulso. Tudo isso para identificar fatores que predisponham doenças cardiovasculares e as arritmias cardíacas. Nosso objetivo é prevenir e conscientizar toda a população e combater essa doença que é silenciosa. Agradecemos ao Hospital Regional de Ponta Porã que prontamente nos apoiou na campanha”, disse o estudante de medicina e organizador do evento, João Fernando Esteves Neves.

A enfermeira da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) e educação permanente, Mariana Euzébio Januário, comentou a importância dessa campanha para a conscientização de pacientes e colaboradores do Hospital.

“Muitos pacientes e colaboradores que frequentam e prestam serviço em nossa instituição sofrem com sedentarismo, obesidade e hipertensão arterial, que são fatores de risco para as arritmias cardíacas. Logo, conscientizar a população da existência, relevância da doença e modo de prevenção aos fatores de risco são de suma importância. O núcleo de educação continuada apoia ações como estas que visam bem estar da coletividade”, finalizou.

Comentário

Comentário

Veja Também

NEUROCIENTISTA FALA SOBRE RELAÇÃO CÉREBRO-RELIGIÃO NO FÓRUM DA LBV

“(…) Estou na expectativa de poder compartilhar muitas informações sobre o meu trabalho no campo ...