quinta-feira , 21 março 2019
Home / Geral / TRÂNSITO SEGURO E TEMA DE PALESTRA A EDUCADORES NO INTERIOR DO MS

TRÂNSITO SEGURO E TEMA DE PALESTRA A EDUCADORES NO INTERIOR DO MS

O promotor de justiça, Gabriel da Costa Rodrigues Alves, manteve recentemente reunião com a prefeita Márcia Marques e com a secretária municipal de Educação, Sandra Vedovato, e depois proferiu palestra sobre trânsito seguro para os educadores do município de Antônio João. Na oportunidade, ele discorreu sobre a importância de oferecer ensinamentos sobre o que dispõe o Código Brasileiro para que possamos ter um trânsito mais seguro.

Antes de iniciar a palestra sobre o Código de Trânsito Brasileiro, o promotor discutiu com a prefeita Márcia Marques a importância de implantar em Antônio João uma Agência Municipal de Trânsito. “A Agência poderá desenvolver atividades educacionais nas escolas, repassando orientações sobre a legislação de trânsito, também ficaria responsável pela fiscalização, assim como poderá coordenar a execução de projetos que possibilitem melhorias na mobilidade urbana”.

Depois durante a palestra, foi exibido um filme sobre o trânsito na fronteira. O mais grave problema em Ponta Porã, segundo o promotor, está relacionado ao uso indiscriminado de motocicletas estrangeiras. São veículos que entram irregularmente no Brasil, são pilotados por pessoas inabilitadas, sendo que a maioria das motocicletas não apresenta boas condições de uso e as pessoas que as conduzem não fazem uso de equipamentos de segurança e ainda transportam crianças pequenas, o que é vedado pelo Código de Trânsito Brasileiro.

O promotor destacou a campanha “Motociclista Legal Respeita a Lei”, que é desenvolvida com apoio do Ministério Público em Ponta Porã e que poderá ser trazida para Antônio João. As motocicletas estrangeiras se tornaram um meio alternativo para milhares de pessoas de baixa renda de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. Muitos usuários deste tipo de transporte se envolveram em acidentes graves, ficaram com sequelas irreversíveis e outros tantos morreram. O setor de ortopedia do Hospital Regional constantemente está lotado de pacientes que passaram ou ainda aguardam por cirurgias.

O promotor de justiça lembrou que para pilotar uma motocicleta o condutor precisa ter no mínimo 18 anos, portar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e usar sempre o capacete de segurança. Crianças menores de 7 anos não podem estar a bordo de uma motocicleta, pois ainda não possuem a consciência dos princípios básicos da sua própria segurança. Crianças acima de 7  anos de idade podem ser transportadas na parte traseira do banco como passageiro, desde que esteja usando o capacete de segurança bem ajustado e com a viseira fechada.

Outra observação feita pelo promotor de justiça foi no sentido de orientar que a motocicleta é um veículo construído para transportar no máximo duas pessoas, ao condutor é expressamente proibido por Lei transportar três ou mais pessoas a bordo de uma motocicleta. Assim como os pilotos, a motocicleta também precisa de documento de identificação, que precisa ser renovado anualmente, e estar em ótimo estado de conservação, e portarem acessórios como retrovisores, que ajudam o condutor a orientar-se no transito. Ele também falou sobre a importância dos motoristas de automóveis também cumprirem as leis de trânsito.

Comentário

Comentário

Veja Também

PEQUEÑOS PRODUCTORES RECIBEN APOYO DEL GOBERNADOR EN AMAMBAY

Productores del comité “1º de Marzo” de la colonia Guaritá, jurisdicción de Capitán Bado, recibieron ...