sexta-feira , 16 novembro 2018
Home / Destaque / “OAB EM ORDEM EM PONTA PORÔ REGISTRA CHAPA PARA PRESIDÊNCIA DA 5ª SUBSEÇÃO DA OAB DE PONTA PORÃ

“OAB EM ORDEM EM PONTA PORÔ REGISTRA CHAPA PARA PRESIDÊNCIA DA 5ª SUBSEÇÃO DA OAB DE PONTA PORÃ

“OAB em Ordem” apresenta chapa para o Conselho Seccional sul-mato-grossense e também a chapa “OAB em Ordem em Ponta Porã”.

O atual presidente Luiz Rene Gonçalves Amaral manifestou seu apoio, em sua rede social, à chapa para a sucessão de uma profícua gestão à frente da 5ªSubseção da OAB/MS.
Segundo Luís René, “momentos como este nos fazem recordar das diversas conquistas para (e por) aquilo que, ao lado da minha família e da minha cidade, é o que mais amo: a OAB de Ponta Porã. Após muitos anos de luta e abnegação, a 5ªSubseção de Ponta Porã se transformou em um Conselho com três dezenas de advogados lutando pela administração da classe e a atenção aos direitos humanos, à ordem democrática de direito e, principalmente, pelos direitos e prerrogativas dos advogados. Contamos ainda com dezenas de comissões temáticas para executar as ações em prol da advocacia e da sociedade. Sem dizer, é claro, dos quase quatrocentos advogados da Subseção que, em silêncio e graciosamente, nos fizeram gigantes”.
Segundo o advogado e atual presidente da entidade em Ponta Porã, ao contrário de antanho, em Ponta Porã advogado não precisa mais pedir prédio público emprestado, tem sede própria. “Muitos falaram, muitos prometeram (aliás, alguns que agora novamente prometem), mas nós cumprimos. Aliás, fomos além: cumprimos duas vezes, pois também na construção e estruturação da Sede própria, a reforma e ampliação da Sede contígua da Caixa de Assistência dos Advogados de Ponta Porã tem a digital de uma administração séria e comprometida apenas com a advocacia, sem qualquer cunho político-partidário” pontualizou Luís René.
Hoje, diferentemente de Tempos de Ordem Sombríos de outrora, o advogado é respeitado em toda e qualquer repartição pública ou expediente privado, valendo como exemplo, rápido, o Convênio com o Banco do Brasil onde o advogado não enfrenta fila para apresentar e sacar alvarás e RPVs judiciais. único convênio subseccional desta espécie do brasil.
Hoje, diferentemente de outrora, advogados têm atendimento prioritário nos cartórios extrajudiciais, são recebidos e atendidos prontamente por toda e qualquer autoridade, seja judiciária ou não. A OAB de Ponta Porã, diferentemente de outros tempos, hoje é chamada para debater em lugar de destaque toda e qualquer matéria de interesse da sociedade.
Hoje, diferentemente de outros Tempos de Ordem sombrios, a OAB encabeça os demais segmentos da sociedade organizada em diversas ações de interesse público.

A atual presidência da OAB se destacou ao colocar na Avenida Brasil um movimento com mais de duas mil pessoas contra a corrupção que assola o Brasil, realizaram três festas juninas sociais que entraram para a história de Ponta Porã, sem dizer, é claro, de outras labutas como o aparelhamento administrativo da Sede da OAB, da Sala da OAB na Delegacia de Polícia Civil, dos parlatórios nos Presídios, e da luta conjunta com a Seccional e as demais Subseções na Coordenação do Colégio de Presidentes de Subseções da OAB/MS.
Na preservação das prerrogativas, a Polícia Federal passou a respeitar o art. 7º do Estatuto atendendo advogados para entrevistas com seus clientes mesmo em feriados e finais de semana, foi implantado o INSS-Digital para derrubar as filas junto à Agência da Previdência Social, “fizemos revogar a normativa no Presídio Ricardo Brandão que limitava o atendimento dos advogados a seus clientes, propusemos o procedimento de controle administrativo para o CNJ contra a Vara de Execuções Penais do Interior, para o aprimoramento da CPE, contra o Provimento 68 (este, aliás, recente conquista), lutamos contra a revista indevida de advogados no Fórum, pelo recebimento expedito de RPVs e documentos nas mais diversas esferas de poder. Ponta Porã, aliás, hoje coordena o colégio de presidentes das subseções da OAB/MS, atingindo o mais alto nível de representatividade perante a Seccional. É por essas e outras conquistas que a Ordem Não Pode Parar”, diz Luís René
O atual presidente diz ainda “mas tudo isto também nos faz sentir novamente as marcas deixadas pelas grandes lutas travadas, enfrentadas e vencidas, todas, para que nosso colégio seja, como é hoje, reconhecidamente a melhor subseção do estado de Mato Grosso do Sul. É de se lembrar aqui dos Tempos de Ordem sombrios de quando os advogados nos perguntavam se a anuidade paga aquí era menor que aquela dos advogados da capital, ou de como era nosso Presidente Seccional, que nunca nos visitava. Cheguei a ver advogados presos cautelarmente em celas destinadas para presos comuns, violando a expressa prerrogativa prevista no art. 7º, V, da Lei Federal 8.906/94. Hoje não mais. “Fizemos Colégios de Presidentes aqui em Ponta Porã em todas as gestões nas quais atuamos”.

Luís Rene conta ainda “Recebemos a visita institucional da Diretoria Seccional ano após ano, claro, com os compromissos assumidos e cumpridos. Trouxemos a Pós-Graduação em Processo Civil presencial com a PUC/SP e ESA/MS para Ponta Porã, o que, junto com mais de três dezenas de cursos e palestras da ESA, nos traz praticamente uma ação por semana em nossa Subseção. Fizemos de nossos advogados membros permanentes, presentes e prestigiados em diversas comissões da Ordem, seja perante o Conselho Seccional, seja perante o Conselho Federal em Brasília. Hoje, com toda a certeza, o advogado pontaporanense se sente bem representado”.
Segundo Luís René, a OAB de Ponta Porã pode mais e vai fazer muito mais. Por tudo isso é que estamos pedindo a consciência de todos, pois a OAB não pode parar; “por isso, e por tudo isso, é que apoiamos o atual Diretor-Tesoureiro, advogado Arnaldo Escobar, para Presidente da 5ª Subseção da OAB/MS em Ponta Porã, com toda a sua chapa plural, apartidária e independente, composta por advogados que labutam diuturnamente nas lides forenses, que estão acostumados, como nós estamos, ao enfrentamento das mazelas institucionais, forenses e sociais em favor de seus constituintes, destemidos quanto a quem ou qual Instituição enfrentará na busca pela Justiça, e despidos de qualquer interesse ou vantagem pessoal para fazer a OAB cada vez mais forte e atuante.
Por tudo isso também pedimos mais uma vez um voto de confiança, agora para a chapa “OAB EM ORDEM” liderada pelo nosso Presidente Seccional advogado Mansour Elias Karmouche, a qual temos a honra e a enorme satisfação de compor como Conselheiro Federal, aceitando e nos comprometendo com mais este desafio em nome da advocacia do Estado de Mato Grosso do Sul, buscando aprimorar nossa representatividade junto ao Conselho Federal da OAB em Brasília, e pontaporanense, em especial, que nunca teve e não tem em outras chapas concorrentes tal espaço e prestígio” diz Luís Rene.
Infelizmente vivemos Tempos de Ordem sombrios, pois a Eleição se avizinha. E com ela, infelizmente também, alguns aproveitam este espaço eleitoral para fazer o que nunca fizeram: falar com e para a advocacia. Infelizmente outra vez mais, sem propostas, com palavras vazias, com discursos desconexos e falaciosos, tentam enganar e ludibriar alguns poucos que não os conhecem. Para estes, como Presidente da Subseção e amante da advocacia séria, independente, apolítica, registro que: A campanha começa agora, com o registro formal de chapa, pois respeitamos a normativa que rege nossas Eleições e os prazos destinados à campanha.
E alertamos: aqueles que apenas agora vêm “vender” sonhos e soluções “eleitoreiras” não enganarão ninguém, muito menos um eleitor qualificadíssimo como o advogado, pois iremos porta a porta, advogado a advogado, componente de chapa ou não, alertar sobre os riscos de Tempos de Ordem sombrios, de se depositar esperanças em pessoas que “se apresentam” à classe a cada três anos e às vésperas das eleições, que nos visitam, com sorriso largo e tapa nas costas, sem, sequer, conhecer as vicissitudes do cargo pretendido. Para estas pessoas, cabe o ensinamento de Abraham Lincoln: “Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo ou todas as pessoas durante algum tempo, mas você não pode enganar todas as pessoas o tempo todo”. A resposta será da advocacia, em especial da advocacia pontaporanense, pois aqui somos todos gigantes, finaliza Luís Renê Gonçalves Amaral

Comentário

Comentário

Veja Também

ASSALTANTES LEVAM DINHEIRO E ANIMAL DE ESTIMAÇÃO DE VÍTIMA NA FRONTEIRA

Assaltantes fazem família viver momentos de terror e polícia procura encontrar pistas que identifiquem os mesmos ...