sábado , 15 dezembro 2018
Home / Destaque / PRODUÇÃO DE MILHO 2ª SAFRA EM MS SOMA 7,8 MILHÕES DE TONELADAS

PRODUÇÃO DE MILHO 2ª SAFRA EM MS SOMA 7,8 MILHÕES DE TONELADAS

Mato Grosso do Sul produziu 7,838 milhões de toneladas de milho 2ª safra 2017/2018, com média de 70,13 sacas por hectare. As condições climáticas, principalmente a falta de chuvas durante o cultivo, prejudicaram o andamento da safra que terminou com queda de 25% em relação a 2016/2017, quando o Estado produziu 9,8 milhões de toneladas com média de 98,3 sacas por hectare. O balanço da safrinha foi apresentado pelo vice-presidente da Aprosoja/MS (Associação de Produtores de Soja de MS), André Dobashi, durante o lançamento do Showtec, nesta sexta-feira (28).

“Os projetos de atuação da Aprosoja, como Siga/MS e Soja Plus, estão ai para evidenciar nossos dados. Mesmo em um ano ruim, atingimos 70 sacas de média no milho. Enfrentamos quase 50 dias de seca, justo no momento crítico, reprodutivo da planta. Isso mostra que superamos um desafio, o de empregar tecnologias em um ano ruim”, relata Dobashi.

Os dados do Siga/MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) também foram apresentados pelo presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke à Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e mostram que apesar da queda, os números estão acima do esperado.

Com a quebra de safra, a expectativa da Aprosoja/MS era colher 66 sacas por hectare, mas o presidente Juliano Schmaedecke afirma que o uso de tecnologia na agricultura diminuiu os impactos da estiagem. “Percebemos que os investimentos feitos pelos produtores nos últimos dez anos, em fertilidade e genética, asseguraram um bom resultado mesmo com as condições climáticas complicadas”, explica.

A área plantada com milho safrinha se manteve em 1,8 milhão de hectares em Mato Grosso do Sul. Houveram variações nas produtividades de determinadas regiões, sendo 118,4 sacas por hectares a maior registrada. Para acompanhamento da safra, técnicos do Siga/MS visitaram 2.978 propriedades que cultivaram milho.

O titular da Semagro, secretário Jaime Verruck recebeu os números e ressaltou que o Governo do Estado tem o papel de fomentar a pesquisa voltada para a agricultura, que garante maior rentabilidade para o produtor. “O milho representa uma importante commodity para o Estado, tanto no mercado interno quanto externo e apesar das condições climáticas, estamos tendo resultados positivos”.

A saca de 60 quilos de milho está sendo comercializada a R$ 29 em média em Mato Grosso do Sul, abaixo do pico de R$ 32, mas acima da média de 2017. De acordo com a Granos Corretora, 55% da safra estadual já foi comercializada.

Showtec

Durante o lançamento da 23ª edição do Showtec foi apresentada a programação oficial da feira, que acontecerá de 16 a 18 de janeiro, de 2019. No primeiro dia de programação o destaque será o Encontro Jovens da Agropecuária, realizado pela equipe do Famasul Jovem e MNP Jovem.

No dia 17 a programação é destinada ao tema: produção e manejo do sistema para altas produtividades: solo. No período da tarde a discussão será baseada na proteção de plantas para altas produtividades. No dia 18 será debatido o Futuro do Agro: como pessoas e as tecnologias irão coexistir e se relacionar no campo.

Comentário

Comentário

Veja Também

“OPERAÇÃO NATAL SEGURO”, GCMFRON IMPLEMENTA POLICIAMENTO DURANTE O HORÁRIO ESTENDIDO DO COMÉRCIO EM PONTA PORÃ

A Secretaria Municipal de Segurança Pública desencadeou desde o dia 13 de novembro de 2018, ...