quarta-feira , 14 novembro 2018
Home / Destaque / ANTE ONDA DE INSEGURANÇA EM PONTA PORÃ VEREADOR COBRA POSICIONAMENTO DO GOVERNO DO ESTADO

ANTE ONDA DE INSEGURANÇA EM PONTA PORÃ VEREADOR COBRA POSICIONAMENTO DO GOVERNO DO ESTADO

Em seu discurso, o vereador Daniel Marques (MDB), disse que a população vive em meio a insegurança e cobrou mais efetivo policial para a região de fronteira. “Estamos vivendo em tempos difíceis, mas a crise não justifica os crimes que vem assolando nosso município. Os criminosos estão se sentindo livres para cometerem assaltos, furtos, entre outros delitos, pelo simples fato da falta de efetivos da Polícia Civil e Militar. Precisamos de mais agentes policiais na cidade”, declarou.

Daniel Marques citou alguns crimes que ocorreram no município e reforçou a respeito das consequências da falta de agentes policiais. “Na quinta-feira passada houve um assalto a mão armada em frente à Câmara Municipal. Na oportunidade, os assaltantes fizeram toda a família descer do veículo, e levaram o automóvel. No último domingo, duas senhoras estavam entrando em casa no bairro da Mooca, quando foram abordadas por dois homens, que as fizeram reféns dentro da própria casa. Elas entraram em contato com a polícia para relatar sobre o ocorrido e pedir ajuda, mas foram informadas que não havia viatura no momento. A lavratura do boletim de ocorrência (BO) também não pode ser feita, pois a Polícia Civil não faz esse serviço no período noturno”.

Diante do descaso que a população está vivendo, o vereador Daniel Marques cobrou respostas e ações do governador, Reinaldo Azambuja (PSDB). “O governador se diz responsável pela segurança pública na faixa de fronteira, então nos explique por que o vídeo monitoramento da câmara da Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (ENAFRON) não funciona? O sistema deveria estar funcionando, já que foi um investimento na órbita de milhões”.

O parlamentar também questionou por que não há novos concursos para contratação de novos policiais? Perguntou a respeito das viaturas que foram entregues ao município. “Onde estão as doze novas viaturas que vossa excelência fala que foram entregues à Ponta Porã? Aguardamos a realização do concurso público para contratação de novos policiais para o combate ao crime. Então, senhor governador queremos mais ação e menos conversa, pois é preciso trabalhar pela fronteira. Em breve chegarás eleições, e virá pedir voto em nossa fronteira”.

Daniel Marques finalizou sua fala dizendo que aguarda melhorias o quanto antes para região de fronteira. “Há anos acontecem debates sobre a falta de segurança na nossa fronteira, e assim como foi dito em outras audiências, com a intervenção no Rio de Janeiro, caos chegaria na nossa cidade, assim, para que a situação não se agrave pedimos que nosso governador faça algo pela nossa fronteira”.

 

Comentário

Comentário

Veja Também

JOVEM MULHER E MORTA A TIROS POR PISTOLEIRO QUASE UM ANO APÓS EXECUÇÃO DO MARIDO NA FRONTEIRA

Mulher e executada a tiros quase um ano após a execução do marido na cidade ...