segunda-feira , 24 setembro 2018
Home / Destaque / PREFEITO TENTA “CALAR” VEREADOR DO POVO EM PONTA PORÃ

PREFEITO TENTA “CALAR” VEREADOR DO POVO EM PONTA PORÃ

Prefeito do PSDB denuncia vereador do povo e população sai em defesa do mesmo em Ponta Porã no estado do Mato Grosso do Sul.

Após realizar duras críticas contra o prefeito Hélio Peluffo Filho (PSDB) em Ponta Porã e divulgar suas manifestações da tribuna da Câmara Municipal em suas redes sociais, o vereador Brunoí Reichardt (MDB) que ocupou o lugar do vereador Daniel Marques (MDB) afastado, a principio por 60 dias por problemas de saúde, mas que retornou aos 30 dias, acabou denunciado no Ministério Público, a situação gerou mal estar na população da cidade, já que o vereador Brunoí Reichardt, durante seu pronunciamento na Câmara de Vereadores se posicionou a favor do povo e participou ativamente das manifestações realizadas pelos professores.

Brunoí Reichadrt ainda cobrou do executivo municipal, explicações sobre a durabilidade e garantia do asfalto atualmente realizada pela administração municipal assim como detalhes sobre a empresa responsável pela manutenção da iluminação publica das ruas da cidade além do numero de contratados seus salários e cargos na prefeitura de Ponta Porã, esta situação filmada em vídeo e divulgada nas redes sociais do vereador, teria irritado o alcaide da cidade que a fim de “calar” o vereador denunciou o mesmo ao Ministério Publico que ate o momento não investigou as ações do prefeito na cidade.

A denúncia contra o vereador pode ter consequências drásticas ao prefeito que vem perdendo popularidade e uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) em um caso similar  decidiu que vereador não pode ser condenado na Justiça por falas proferidas no “ambiente” da Câmara local. Para os ministros, os vereadores estão protegidos pelo princípio constitucional da imunidade parlamentar quando proferirem supostas ofensas em plenário ou nas dependências da Casa legislativa. O ministro Marco Aurélio argumentou que a imunidade só é válida se a declaração supostamente ofensiva do parlamentar estiver relacionada ao “exercício do mandato”, assim os demais ministros entenderam também que qualquer fala proferida dentro do ambiente da Casa legislativa está protegida pela imunidade.

Comentário

Comentário

Veja Também

PRF APREENDE MAIS DE 200 KILOS DE COCAÍNA DURANTE “OPERAÇÃO FRONTEIRA SEGURA”

Polícia Rodoviária Federal apreende mais de 200 kilos de cocaína durante “Operação Fronteira Segura” em ...