segunda-feira , 21 maio 2018
Home / Educação / VEREADOR ENTRA EM ROTA DE COLISÃO COM MORADORES E PROFESSORES DE PONTA PORÃ

VEREADOR ENTRA EM ROTA DE COLISÃO COM MORADORES E PROFESSORES DE PONTA PORÃ

Pronunciamento coloca vereador em rota de colisão com moradores e professores da cidade de Ponta Porã.

O vereador Edevaldo Mattoso Barbosa (SD) após se pronunciar na tribuna da Câmara dos Vereadores em Ponta Porã, onde tentou explicar seu posicionamento junto ao executivo municipal, acabou chamando um dos presentes de “porcaria” e chamou os professores de egoístas e barulhentos, em razão a que os professores se manifestavam pelo cumprimento da Lei Municipal e Federal sobre o piso salarial dos mesmos.

O vereador ainda foi mais longe ao manifestar que não adiantava os professores fazerem barulho na Câmara de Vereadores, onde disse ainda estar admirado com a classe dos professores de Ponta Porã, por estes estarem jogando conversa ao vento, dando a entender que o aumento linear de 3% concedido pelo atual prefeito era mais que os 6,81% pedido pelos professores e estipulado na Lei Municipal e Federal.

As criticas ao vereador não se fizeram esperar e as discussões nas redes sociais, chegou a ganhar tons de ameaça do vereador aos manifestantes que imediatamente descobriram que o vereador não tinha o ensino médio e ainda tinha um irmão na Secretaria Municipal de Administração no cargo de comissionado como assessor II, o que poderia colocar o atual prefeito na situação delicada de “Nepotismo Cruzado” já que o vereador poderia estar ocupando o cargo para beneficiar um parente na administração municipal de Ponta Porã.

Já alguns professores da rede municipal manifestaram estar sendo ameaçados de corte de ponto, abandono de emprego e demissão de funcionários contratados, por alguns gestores das Instituições de Ensino de Ponta Porã, situação esta negada pelos gestores o que indica que a greve deve seguir seu curso normal com o inicio na sexta feira (11), o presidente do SIMTED, Edivaldo Vieira, manifestou que se algum professor se sentir coagido ou ameaçado deve imediatamente entrar em contato com o Sindicato para que seus direitos sejam preservados.

Comentário

Comentário

Veja Também

GREVE DOS PROFESSORES GANHA FORÇA EM PONTA PORÃ E PREFEITO DO PSDB CONTINUA NAS NUVENS

Prefeito de Ponta Porã enfrenta novos protestos de professores ao não cumprir Lei Federal e ...