quarta-feira , 24 outubro 2018
Home / Destaque / INCOMPETÊNCIA LEVA GOVERNADOR A CULPAR PREFEITO PELA FALTA DE CUMPRIMENTO DE SUAS PROMESSAS EM PONTA PORÃ

INCOMPETÊNCIA LEVA GOVERNADOR A CULPAR PREFEITO PELA FALTA DE CUMPRIMENTO DE SUAS PROMESSAS EM PONTA PORÃ

Ante a falta de cumprimento de promessas de campanha de 2014 com a população de Ponta Porã em seus três anos e meio de governo, Reinaldo Azambuja (PSDB) como desculpa da incompetência, responsabilizou a prefeitura de Ponta Porã e o prefeito Hélio Peluffo Filho (PSDB) como culpados pelo atraso da obra, nas palavras do Governador, a obra do minianel viário não foi viabilizada até o momento devido ao fato do atraso da prefeitura em entregar o projeto ao governo do Estado, a situação evidenciou que falta pessoal capacitado na administração municipal, razão pela que as ruas da cidade administrada pelo PSDB se encontram em situação caótica nos bairros da cidade, onde a população estudantil tem se manifestado contra a falta de compromisso de Reinaldo Azambuja com a educação, ja que o atual governador do Mato Grosso do Sul não estaria conseguindo construir uns metros de muro, mas sonharia com a construção de um anel viário na região.

Segundo o governador manifestou ao jornalista Markon Machado, “Nós temos uma participação com Ponta Porã, primeiro (era necessária) a decisão do local do traçado, isso não diz respeito ao governo, diz respeito a Prefeitura. A prefeitura já identificou o traçado…o compromisso desde o início, foi que a prefeitura de Ponta Porã entregaria um projeto pronto pro governo do Estado, então assim que a prefeitura entregar o projeto do executivo, o traçado do anel definido, nós vamos licitar a obra e iniciar imediatamente. Como o traçado já foi definido, estamos aguardando a entrega desse projeto executivo pela prefeitura, nós temos isso no planejamento e recursos disponíveis para iniciar e tocar essa obra até a conclusão, fazendo a alça do anel de Ponta Porã” manifestou Azambuja.

O governador tem repetido por onde passa as suas promessas e que as mesmas serão cumpridas supostamente, olvidando se das proximidades das eleições.

Comentário

Comentário

Veja Também

PDT DE ODILON CHEGA DIVIDIDO NA RETA FINAL DA CAMPANHA PELO GOVERNO DO MS

Quem entende de política e, sobretudo de disputa eleitoral, garante que o mais importante numa ...