quarta-feira , 17 outubro 2018
Home / Destaque / DIA DA MULHER É COMEMORADO COM PALESTRAS E WORKSHOP DE DEFESA PESSOAL EM PONTA PORÃ

DIA DA MULHER É COMEMORADO COM PALESTRAS E WORKSHOP DE DEFESA PESSOAL EM PONTA PORÃ

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher, foi promovido no Hospital Dr. José de Simone Netto ciclo de palestras e workshop de defesa pessoal. Ao longo da última semana foi realizada palestra da equipe do CAM (Centro de Atendimento à Mulher), sobre o combate a violência doméstica, e também foi oferecido um workshop de defesa pessoal para as pacientes e servidoras do HR.

Durante a palestra, a coordenadora do CAM, Ariadne Lauxen, explicou sobre os tipos de violência contra a mulher e frisou o apoio do CAM para as vítimas de violência. “Nosso objetivo primário é cessar a violência vivida pela mulher, promovendo meios para que a autoestima dela se fortaleça e, assim, consiga tomar decisões sobre a violência vivida”.

A coordenadora também ressaltou a importância deste tipo de serviço. “Aqui no Hospital, sabemos que várias vítimas de violência vem em busca de atendimento, por isso é importante os colaboradores estarem cientes e conversando diretamente com essas mulheres, pois assim elas saberão que existe um serviço de auxílio às vítimas de violência e juntos, podemos ajudá-las a combater este mal” afirmou.

A paciente, Josiane Paes, que está internada no HR, achou a palestra positiva. “Estou internada para realizar uma minha cirurgia e foi muito bom se informar sobre um assunto tão importante como esse, saber que tem um local para apoiar as mulheres é muito reconfortante”.

Workshop de defesa pessoal

O workshop de defesa pessoal para mulheres reuniu colaboradoras e pacientes na recepção social do HR. Em dois dias, foram ensinadas técnicas de defesa pessoal de diversas artes marciais, com o objetivo de conter o adversário e se defender do agressor, permitindo que a vítima consiga fugir da agressão e pedir ajuda.  Ellen Brito, que é enfermeira e possui faixa vermelha em Karatê, ministrou a oficina junto com o faixa preta em karatê, Braz Ibanhez.

“A finalidade desse workshop hoje é para as mulheres entenderem o que é defesa pessoal, visto o grande número de violência e estupros que temos aqui no estado e no Brasil. Então, é muito importante que as mulheres aprendam a se defender da maneira correta e evitar que sejam agredidas e expostas a agressão física ou moral”, explicou Ellen Brito.

As participantes da aula tiveram instruções de técnicas de defesa, como chutes, socos e imobilização do agressor.

“Usamos esse método de torção que é um misto de várias artes marciais. Nosso principal objetivo é reunir esses métodos de defesa para a vítima se livrar do agressor o mais rápido possível. Por isso, é importante elas aprenderem a se defender, não entrar em uma luta corporal com o homem, de maneira alguma, mas sim ter uma base do que ela pode fazer para se defender e preservar a vida dela”, orientou o karateca, Braz Ibanhez.

A técnica de enfermagem do HR, Josilene de Bastos, participou da aula e gostou do que aprendeu. “Com essa aula, pude aprender e treinar técnicas que poderão me auxiliar a escapar de um eventual perigo. Principalmente nos dias que estamos vivendo hoje de perigo constante, é importante estar preparada”, frisou.

Andressa Ferle, técnica do laboratório do HR, comentou que percebeu na aula a importância desse tipo de defesa em momentos de tensão. “Achei muito interessante, quero até fazer um curso completo de defesa pessoal. Além de ser uma forma de exercício físico, auxilia no controle do seu corpo e emoções. As técnicas também ensinam como agir em momentos apreensivos”, concluiu.

Comentário

Comentário

Veja Também

EXÉRCITO DESENCADEIA “OPERAÇÃO ATALAIA” NA REGIÃO DE FRONTEIRA

O Exército Brasileiro estará na faixa de fronteira de Mato Grosso do Sul nesta semana ...