quarta-feira , 19 setembro 2018
Home / Educação / CATETERISMO VESICAL É TEMA DE PALESTRA REALIZADA NO HOSPITAL REGIONAL DE PONTA PORÃ

CATETERISMO VESICAL É TEMA DE PALESTRA REALIZADA NO HOSPITAL REGIONAL DE PONTA PORÃ

Treinamento realizado no Hospital Dr. José de Simone Netto reuniu servidores do Hospital, estudantes de enfermagem e profissionais de saúde do município de Ponta Porã. A palestra foi ministrada pelo médico urologista Faisal Augusto Alderete Esgaib e teve como objetivo atualizar os profissionais sobre sondagem e cateterismo vesical.

Cateterismo Vesical é a introdução de sonda até a bexiga a fim de retirar a urina. É indicado nos casos de impossibilidade do paciente em urinar, colher urina asséptica para exames, preparo pré-parto, pré-operatório e exames pélvicos  e incontinência urinária.

Durante a palestra, foram feitas demonstrações de colocação da sonda vesical em protótipos, foram abordadas técnicas na execução do procedimento para evitar acidentes, traumas e infecções nos pacientes.

“Um evento que traga conhecimento como esse, sempre é muito bem-vindo. Abordamos técnicas que sempre precisam ser relembradas e aprimoradas por nós profissionais de saúde. Muitas vezes, no dia a dia, adquirimos vícios nos procedimentos, por isso é importante uma atualização”, explicou o médico urologista.

Foram esclarecidas as indicações de realização de sondagem, tipos de cateterismo vesical e higienização para evitar infecções. O médico também orientou durante a palestra que é importante saber identificar em qual situação deve-se usar cada tipo de sonda, para evitar traumas e possíveis infecções nos pacientes. “Seguir as regras corretas de higienização é primordial para evitar qualquer infecção e proporcionar melhor qualidade de vida”.

A enfermeira do Pronto Socorro do HR, Elen Brito, disse que a palestra foi de grande valia para agregar aos nossos conhecimentos, já que lida diariamente com vários tipos de pacientes e situações diferenciadas.

“A palestra foi muito produtiva, pois esse é um procedimento bem delicado de ser feito. Quanto mais informações tivermos, e mais técnicas soubermos, principalmente vindo de um médico tão experiente como o Dr. Faisal Esgaib, fica mais fácil pra entendermos e estarmos preparados quando formos atuar na enfermagem”, completou a estudante do 2° ano do curso técnico de enfermagem, Frantheska Spat.

Comentário

Comentário

Veja Também

ESCOLAS MUNICIPAIS DESTAQUES NO IDEB RECEBERÁ PREMIAÇÃO EM PONTA PORÃ

Duas escolas da Rede Municipal de Ensino foram destaques no resultado do Ideb – Índice ...