sábado , 17 novembro 2018
Home / Eventos / HOSPITAL REGIONAL DE PONTA PORÃ IMPLEMENTA PROGRAMA PARA REDUZIR O USO INADEQUADO DE ANTIBIÓTICOS

HOSPITAL REGIONAL DE PONTA PORÃ IMPLEMENTA PROGRAMA PARA REDUZIR O USO INADEQUADO DE ANTIBIÓTICOS

Foi realizado treinamento com a equipe gestora do Hospital O Hospital Regional Dr. José Simone Netto, nesta terça-feira (30), para implementar o programa de gerenciamento do uso de antimicrobianos. A ação faz parte de uma diretriz nacional do Governo Federal, elaborado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), e tem o objetivo de reduzir o uso inadequado de antibióticos e combater a propagação de bactérias que possuem resistência generalizada a esse tipo de medicamento.

Como parte da estratégia da Organização Mundial da Saúde (OMS), o programa visa lutar contra a disseminação da resistência microbiana, que nos últimos anos tem se tornado uma ameaça à saúde pública mundial. Durante o treinamento foram abordados temas como a educação dos colaboradores e estratégias da implementação conjunta do programa em todos os setores.

O enfermeiro Tiago Alves, da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), é um dos colaboradores que estão à frente do programa, e ministrou uma palestra sobre o tema.  “Nesta primeira etapa vamos buscar dados e analisar os diagnósticos reais do nosso Hospital, porque hoje nós não temos a quantidade exata de antimicrobianos usada. Vamos fazer uma vasta busca e prosseguir com a educação continuada dos nossos colaboradores, toda a parte técnica da equipe está sendo educada, com informações sobre o programa”, explicou.

“Vamos contar com dois times: operacional e gestor. Os gestores tem o papel de observar e colher informações para o time operacional poder realizar as ações designadas pelo programa”, completou Tiago.

A diretora de enfermagem, Giulia Brey, destacou o total apoio de toda a equipe do Hospital ao programa. “Apoiamos completamente a implantação desse programa, ele é essencial para o uso racional de antibióticos para os pacientes, e também para dar maior segurança. A ação faz parte do núcleo de segurança do paciente e melhora a qualidade da assistência prestada. Para a enfermagem isso é essencial, porque já costumamos detectar os problemas do uso de antimicrobianos”, frisou.

“A importância do programa está na segurança do paciente e na diminuição de resistência aos antibióticos usados”, concluiu o infectologista do Hospital, Dr. Pablo Custodio.

Comentário

Comentário

Veja Também

CAMPANHA “CORAÇÃO NA BATIDA CERTA” DISCUTIU PREVENÇÃO DAS ARRITMIAS CARDÍACAS EM PONTA PORÃ

Em prol do Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, a Sociedade ...