segunda-feira , 22 janeiro 2018
Home / Educação / GOVERNADORA EM EXERCÍCIO E SECRETÁRIO DE SAÚDE ELOGIAM NOVA GESTÃO E ANUNCIAM MELHORIAS NO HR DE PONTA PORÃ

GOVERNADORA EM EXERCÍCIO E SECRETÁRIO DE SAÚDE ELOGIAM NOVA GESTÃO E ANUNCIAM MELHORIAS NO HR DE PONTA PORÃ

A Governadora em exercício de Mato Grosso do Sul, Rose Modesto (PSDB), visitou na tarde desta quarta-feira (10), o Hospital Dr. José de Simone Netto (Hospital Regional de Ponta Porã), acompanhada do secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Coimbra. Durante a visita, Rose e o secretário de Saúde conheceram as transformações na infraestrutura e no atendimento do Hospital implantadas após a gestão da instituição passar a ser realizada pelo Governo do Estado através do Instituto Gerir.  

Há um ano e quatro meses, o Hospital Regional de Ponta Porã vem apresentando resultados positivos junto à população, e para governadora em exercício, isso se deve a qualidade dos serviços prestados. “Não tive oportunidade de conhecer todos os setores na primeira vez em que estive no Hospital Regional de Ponta Porã durante a Caravana da Saúde. Mas hoje, tenho a certeza de que precisamos frisar a qualidade nos serviços prestados, como vemos na limpeza, na manutenção, alimentação e a hotelaria, que é totalmente diferente do que costumamos ver nos hospitais públicos e isso tudo oferece um atendimento muito mais humanizado para todos. Não tenho dúvidas que este é um modelo de gestão que está dando certo e para nós, é muito importante ter um hospital referência, que está desafogando a saúde de toda microrregião sul do estado”, destacou Rose.

Segundo ela, pesquisa realizada pela Prefeitura de Ponta Porã revela que o modelo de administração da unidade hospitalar, implantado pelo Governo do Estado, através do Instituto Gerir, é aprovado por 80% da população de Ponta Porã. Rose destacou ainda que o objetivo do Governo é ampliar o atendimento e reformar o pronto-socorro.

“Temos uma grande disposição do prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo Filho, em ajudar e nós vamos conversar com ele. Nossa ideia é decidir quando a reforma começa e qual o prazo que vamos precisar para fazer a entrega. Mas o que podemos afirmar é que nós vamos fazer”, completou Rose.

Os setores beneficiados pela ampliação do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto são a clínica médica, ortopedia, o pronto-socorro e leitos da maternidade e da pediatria.

Para o secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Coimbra, que esteve no Hospital pela primeira vez, é evidente que o novo modelo de gestão tem agregado muito o atendimento no quesito agilidade, qualidade e rapidez no atendimento, mas há necessidade de melhorar os demais setores. “Nós já iniciamos um diálogo com o prefeito Hélio e ele será o grande parceiro junto ao Governo do Estado nesse projeto de reforma. Nós vamos começar o planejamento para as ampliações e se tudo der certo, em um curto período de tempo vamos transformar a estrutura hospitalar instalada aqui e assim, conseguir atender ainda mais pessoas de forma segura e com mais qualidade”, afirmou o secretário.

Pesquisa

Durante a visita da governadora em exercício e do secretário de Estado de Saúde ao Hospital, o prefeito Helio Peluffo divulgou pesquisa feita pelo município, segundo ele, a cada noventa dias. De acordo com a amostragem realizada pela Companhia de Pesquisas, entre os dias 13 e 17 de dezembro de 2017, com 309 moradores de Ponta Porã, de todas as regiões da cidade, 80% da população considera bom e ótimo o atendimento médico no Hospital.

Novo modelo de gestão

Desde que o Governo de Mato Grosso do Sul assumiu a gestão do Hospital Regional de Ponta Porã, através do Instituto Gerir, em agosto de 2016, várias modificações foram feitas para tornar o atendimento ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) mais humanizado. Foram inaugurados 10 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva, e de lá para cá inúmeros pacientes vem sendo acolhidos sem necessidade de transferências. Os serviços oferecidos e infraestrutura foram reformulados para garantir qualidade no atendimento, como a alimentação com cardápios feitos por nutricionistas, oferecendo uma dieta de acordo com a necessidade de cada paciente, o lactário hospitalar, a limpeza, a manutenção hidráulica e elétrica, leitos climatizados, monitoramento em tempo integral, hotelaria, e a moderna recepção social, que acolhe diariamente gestantes e visitantes de todas as cidades da microrregião sul do estado.

Comentário

Comentário

Veja Também

GÊMEOS MORREM POR FALTA DE UTI E AMBULÂNCIA QUEBRAR DURANTE TRANSPORTE DE GESTANTE EM PONTA PORÃ

Aos 27 anos Magaly Romero Ojeda comemorava a primeira gravidez e a chegada dos filhos ...