quinta-feira , 23 novembro 2017
Home / Destaque / SEGURANÇA PUBLICA COMEÇA A SER RECONSTRUIDA EM PONTA PORÃ

SEGURANÇA PUBLICA COMEÇA A SER RECONSTRUIDA EM PONTA PORÃ

Novo comandante assume 4º Batalhão da Policia Militar com a tarefa de reconstruir unidade militar e unir forças de segurança na fronteira.

O major Carlos Magno, assumiu o comando 4º Batalhão da Policia Militar em Ponta Porã na manha de segunda feira (06), conhecido pela sua excelente capacidade administrativo e conhecimento de comando, chega com a tarefa de unir as forças de segurança publica no combate ao alto numero de ações dos delinquentes na região, onde terá que reconstruir o quartel da Policia Militar que se encontrava abandonado a aproximadamente um ano assim como os serviços de patrulhamento preventivo e ostensivo nas ruas de Ponta Porã.

Com uma visão de futuro, o Major Carlos Magno, chega com projetos voltados a dar segurança a população de Ponta Porã e região, com um profundo conhecimento na área o mesmo foi prestigiado pelas autoridades da fronteira durante o evento de pose realizado no Centro de Convenções em Ponta Porã, onde recebeu o apoio das autoridades e da população que devera estender este apoio no desenvolvimento do projeto de segurança publica que será desenvolvido pelo novo comandante da unidade militar, já que a colaboração de cada morador da fronteira ira colaborar em uma segurança publica para todos e beneficiara uma rápida ação dos policiais militares na prisão de suspeitos, delinquentes e foragidos da justiça.

O projeto prevê uma união de trabalho com todas as forças policias da cidade, que beneficiara a sociedade com uma segurança baseada em ações policiais continua e de proximidade com a população fronteiriça, onde Carlos Magno recebeu o apoio também das autoridades paraguaias que se colocaram a disposição para o desenvolvimento do projeto voltado a dar segurança a todos.

Comentário

Comentário

Veja Também

ADOLESCENTE E EXECUTADO EM UNEI NO INTERIOR DO MATO GROSSO DO SUL

Um menor infrator de 15 anos foi espancado e enforcado até a morte por companheiros ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *