terça-feira , 21 novembro 2017
Home / Destaque / PROFESSORES MANIFESTAM INSATISFAÇÃO COM ADMINISTRAÇÃO DE HÉLIO PELUFO EM PONTA PORÃ

PROFESSORES MANIFESTAM INSATISFAÇÃO COM ADMINISTRAÇÃO DE HÉLIO PELUFO EM PONTA PORÃ

Informação fornecida pela Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de que os professores da Rede Municipal de Ponta Porã receberão o 14º salario e desmentida por professores em Ponta Porã.

Na matéria a assessoria, citou sobre o 14º, dando a entender que o bônus seria destinado a todos os professores, a noticia divulgada em vários meios de comunicação levou aos leitores a se manifestaram explicando que o 14º será dado apenas para os professores das escolas Isaac Borges e Ignez Andreazza”. comentou a professora Andreia Dutra, da Escola Capiberibe Saldanha.

“Quanto ao 14º salário precisa ser explicado que só receberão alguns professores, na verdade uma pequena minoria e não todos como sugere a matéria”, comentou a leitora, Eloisa Rodrigues.

A Equipe Líder News, entrou em contato com a Comunicação Social da Prefeitura para ter a informação correta sobre o assunto, pois a matéria fora divulgada com base na informação da ASSECOM/Prefeitura de Ponta Porã.

O Coordenador de Comunicação Social da Prefeitura, Carlos Monfort explicou o que o matéria circulada em diversos meios de comunicação não deixou claro, o que se fora chamado de  14º  salario na verdade se trata de um bônus, destinado a professores das Escolas Ignez Andreazza e Isaac Borges Capilé, Instituições de Ensino com melhor desempenho no IDEB (Indice de Desenvolvimento da  Educação Básica), Andreazza teve melhor índice na Avaliação de alunos do 6º ao 9º, já a Escola Isaac Borges Capilé teve melhor índice na avaliação com estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.

A conquista fora fruta de negociação do SIMTED junto ao executivo municipal. Porem, ao comentar o assunto, o Presidente do SIMTED, Edivaldo Vieira afirmou que a categoria não saiu satisfeita da negociação: “Não é uma Eletrolux, não é uma BRASTEMP, é apenas um tanquinho que a gente conseguiu.” Quanto ao bônus divulgado como um decimo quarto, Edivaldo defendeu que melhor seria que todos recebessem o que lhe é direito, a saber o retroativo, que definiu-se receber-se-á a partir de janeiro de 2018, parcelado em 12 vezes.

O sindicalista também argumentou que eventual bônus como estes acabou criando uma ilusão para muitos professores, pois os valores do bônus são inferiores a reposição retroativa, caso a mesma fosse efetuada.

Comentário

Comentário

Veja Também

GCMFRON RECUPERA MOTOCICLETA NA FRONTEIRA COM O PARAGUAI

Agentes da Guarda Civil Municipal de Fronteira recuperam motocicleta possivelmente furtada na região de fronteira ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *