terça-feira , 21 novembro 2017
Home / Destaque / TORTURA E VIOLAÇÕES DOS DIREITOS HUMANOS E DENUNCIADO NO SISTEMA PRISIONAL DO PARAGUAY

TORTURA E VIOLAÇÕES DOS DIREITOS HUMANOS E DENUNCIADO NO SISTEMA PRISIONAL DO PARAGUAY

Tortura e violações dos direitos humanos estariam acontecendo de forma constante na penitenciaria da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã.

As praticas de torturas e violações dos direitos humanos dos detentos que cumprem pena no estabelecimento penal da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero acontecem a três anos sem que as autoridades investiguem o caso, a situação se agrava ao existirem nessa penitenciaria vários cidadãos brasileiros, que se encontram longe dos familiares, muitos a espera ainda de ir a julgamento.

A denuncia de corrupção também e uma constante no local, onde os presos devem pagar uma taxa para estar em locais mais cômodos assim como a uma melhor alimentação, segundo informações ate substancias proibidas estariam sendo comercializada no interior da prisão e tem acesso aos mesmos apenas os internos que podem pagar a taxa exigida pelos funcionários que teriam o aval da própria direção prisional.

A violação dos direitos humanos e a tortura seriam exclusivas destinadas aos detentos que não possuem meios para pagar a tal taxa estipulada, por essa razão os mesmos são isolados ou amontoados nas galerias “B alta ou B Baixa” manifestam os denunciantes que solicitaram não serem identificados em razão das represálias que poderiam sofrer dos funcionários e da própria direção prisional, que utilizam cassetetes com apelidos de “amansa louco, quero mais” assim como vários outros nomes que visam humilhar os presos na frente dos demais internos.

Já nos casos de tortura os presos são separados da massa cancelaria e levado a locais isolados onde passam por todo tipo de humilhação nas mãos dos responsáveis de velar pela segurança dos ali internos.

Vários internos estariam vivendo em condições sub-humanas no interior da penitenciaria, onde os indígenas, transexuais, doentes mentais e portadores do vírus VHI, doentes crônicos, diabéticos a viciados em drogas, se encontrariam abandonados sem atendimento medico ou acompanhamento de profissionais da saúde.

A falta de segurança e alarmante no interior da prisão, onde vários internos já perderam a vida e outros são feridos durante as brigas que ocorrem no interior da mesma ao qual estão expostos todos os internos sem capacidade de pagar a taxa estipulada.

A direção do sistema prisional foi procurado a fim de que possa se manifestar sobre as denunciasm, mas segundo os funcionarios, o mesmo não se encontraria na cidade para receber a reportagem.

Comentário

Comentário

Veja Também

GCMFRON RECUPERA MOTOCICLETA NA FRONTEIRA COM O PARAGUAI

Agentes da Guarda Civil Municipal de Fronteira recuperam motocicleta possivelmente furtada na região de fronteira ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *