segunda-feira , 11 dezembro 2017
Home / Destaque / SUPOSTO CASO AMOROSO DEIXA PONTA PORÃ SEM VIATURA POLICIAL

SUPOSTO CASO AMOROSO DEIXA PONTA PORÃ SEM VIATURA POLICIAL

Suposto relacionamento amoroso entre prefeita e comandante da Policia Militar beneficia Antônio João com patrulhamento e deixa Ponta Porã sem viatura em meio à onda de assaltos.

O romance entre a prefeita Marcia Marques (PMDB) e o Comandante Waldomiro Centurião Machado, da Policia Militar de Ponta Porã, gerou varias criticas da população na fronteira, onde em meio a onda de assaltos o comandante da Policia Militar retira das 16:00hs as 21:00hs uma viatura que deveria realizar o patrulhamento ostensivo preventivo nas ruas de Ponta Porã que passa a fazer patrulhamento na cidade da prefeita, que coloca o comandante da PM em situação delicada já que o mesmo estaria levando os seus interesses pessoais em primeiro lugar e logo o das famílias de Ponta Porã, segundo informações com o aval do próprio governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que não se importam com a destruição e o bem estar da família, que e o alicerce de uma sociedade, mas o governador das promessas estaria e apoiando a vergonhosa atitude do comandante da Policia Militar durante o cumprimento de suas funções, que chega ao limite de levar a nova companheira sentimental a pernoitar no interior do quartel da Policia Militar de Ponta Porã, situação esta vista como inapropriada pelos familiares dos policiais que ali prestam serviço e devem fechar os olhos aos abusos cometido pelo atual comandante do 4º BPM, que tem ainda o apoio do coronel Genivaldo Mendes de Oliveira, comandante do CPA 1, já que o mesmo declarou seu apoio a Waldomiro Centurião, durante as audiências publicas realizada em Ponta Porã, o que evidencia que os interesses pessoais estão acima do bem estar da população e a sua segurança.

Informações indica que a cidade de Antônio João estaria sendo administrada desde o quartel da Policia Militar de Ponta Porã, onde a prefeita que esta reformando a sede do pelotão da PM de Antônio João, passa o seu maior tempo, situação que teria colocado o governador do estado do Mato Grosso do Sul de joelhos e atendido as pressas às ordens da prefeita, que via telefone comunicou a Reinaldo Azambuja que o comandante da Policia Militar de Ponta Porã era intocável.

A vergonhosa atitude do governador em apoiar este tipo de situação e insustentável assim como a atitude do comandante de área que deveria colocar a manutenção da família em primeiro lugar e cobrar a conduta impecável dos seus subordinados no comando das instituições policiais a fim de que a dignidade da Policia Militar conquistada com os esforções de vários heróis não seja manchada com a lama que começa a escorrer silenciosa sobre o juramento de servir e proteger a população do estado do Mato Grosso do Sul.

Comentário

Comentário

Veja Também

POLICIA CIVIL PRENDE PERIGOSO ASSALTANTE QUE ATUAVA NA FRONTEIRA

Perigoso assaltante e preso após roubo e ficar rondando residência da vitima e ameaçando a ...

Deixe uma resposta