domingo , 24 junho 2018
Home / Geral / VEREADOR DANIEL MARQUES METE O DEDO NA FERIDA E REJEITA PROJETO ALEGANDO FALTA DE REGULAMENTAÇÃO

VEREADOR DANIEL MARQUES METE O DEDO NA FERIDA E REJEITA PROJETO ALEGANDO FALTA DE REGULAMENTAÇÃO

O vereador Dr. Daniel Marques (PMDB) botou o ‘dedo na ferida’ ao tocar no assunto, no que diz respeito ao projeto de lei que regulamenta a Contribuição Para o Custeio da Iluminação Pública dos Municípios (COSIP), que foi votada e aprovada em segundo turno pela Câmara de Vereadores de Ponta Porã.

Com maior prudencia e respeito ao mandato popular e ao povo que o elegeu, o vereador Dr. Daniel Marques (PMDB) votou contra a aprovação da alíquota pela irregularidade da cobrança que não está devidamente regulamentada desde 2010, pois o município vem cobrando ilegalmente a taxa de iluminação pública desde 2011, por não ter uma lei municipal que ampare tal cobrança.

“Não posso deixar passar batido essa discussão com relação a esse projeto de lei. Em 2010 nós tivemos uma alteração significativa do Código Tributário Nacional. Ele deveria ser regulamentado por leis municipais que é nada mais, nada menos que a regulamentação daquilo que já vinha sendo cobrado pelo contribuinte com relação a COSIP”, afirmou o parlamentar.

Ainda com relação a regulamentação, Daniel Marques afirmou que “foi feito um estudo técnico aonde se constratou que existia a possibilidade de ter uma redução no valor da taxa de contribuição da energia elétrica. Como operador do Direito público, sou favorável a diminuição dessa taxa, respeitando assim a tangência do Supremo Tribunal Federal (STF), no qual editou a súmula 41 que estabelece que uma cobrança se não regulamentada, ela é inconstitucional”, afirmou o parlamentar.

Por fim, Daniel Marques (PMDB) pediu encarecidamente que seus colegas vereadores sigam seu exemplo, e que saiam em defesa do povo de Ponta Porã.

“Até o presente momento não chegou a essa casa de leis a regulamentação da COSIP.
Quero deixar registrado que sou contrário, porque no meu entender, desde 2010 essa cobrança está sendo feita de forma indevida. A partir do momento que chegar essa regulamentação aqui na câmara, tenho certeza que 100% dessa casa se posicionara em prol do povo, sejamos humanitários e façamos valer os votos recebidos nas urnas, em respeito ao nosso povo”, finalizou Daniel Marques (PMDB).

Comentário

Comentário

Veja Também

VEREADOR FARID AFIF QUER CAMPANHA EDUCATIVA NO TRÂNSITO PRÓXIMO ÀS ESCOLAS

O vereador Farid Afif (MDB) quer mais segurança em frente às escolas de Ponta Porã. ...

Deixe uma resposta