sexta-feira , 15 dezembro 2017
Home / Destaque / POLITICO BRASILEIRO ACUSADO DE MANDAR MATAR RADIALISTA E PRESO NA FRONTEIRA

POLITICO BRASILEIRO ACUSADO DE MANDAR MATAR RADIALISTA E PRESO NA FRONTEIRA

Ex-prefeito acusado de assassinato de locutor e preso pela Policia Paraguaia na fronteira do estado do Mato Grosso do Sul.

O mesmo foi identificado como, Eurico Mariano, preso na tarde de quinta feira (19) pelos agentes dp departamento de Delitos Economicos na cidade de Capitão Bado na fronteira com Coronel Sapucaia no estado do Mato Grosso do Sul, o mesmo segundo informações tinha contra si três mandados de prisão uma pelo assassinato do locutor de radio Samuel Roman executado no mês de abril de 2004.

O mesmo no momento de sua prisão se encontrava em uma residência do bairro Primavera da cidade paraguaia de Capitão Bado, onde se encontra com prisão preventiva solicitada pelo promotor de justiça do Paraguai Hernan Mendoza.

O ex-prefeito poderia ser condenado a 17 anos de prisão pelo assassinato do radialista ocorrido no dia 20 de abril de 2004 na cidade de Capitão Bado após o locutor realizar varias acusações no meio de comunicação as irregularidades que o ex-prefeito realizava durante seu mandato politico na região de fronteira, o ex-prefeito era na época ligado a uma poderosa facção criminosa que atuava na região e teria ordenado a morte do radialista, que terminou executado a tiros por dois pistoleiros, Eurico Mariano era sogro do narcotraficante Nery Morel assassinado juntamente com seu irmão Ramon Morel pelo grupo liderado por Fernandinho Beira Mar em um ajuste de contas no sub mundo do narcotráfico ocorrido na cidade paraguaia de Capitão Bado.

O ex-prefeito ficara preso nas dependências da Policia Nacional do departamento (estado) de Amambay a espera do pedido das autoridades brasileiras e da decisão do Ministério Publico do estado, a prisão do mesmo teve a cogitação de que poderia ser liberado já que o mesmo tinha em seu poder um suposto “Habeas Corpus” que teria sido fornecido por um juiz ao mesmo em troca de favores, esta situação não foi confirmada pelos agentes do departamento de Delitos Econômicos da policia mas também não foi desmentida, o que evidencia que o mesmo gozava da proteção do juiz no Paraguai e sua prisão foi realizada apos a imprensa atuar no caso.

Comentário

Comentário

Veja Também

POLICIA IDENTIFICA CORPO ENCONTRADO EM RIO AMARRADOS DE PÉS E MÃOS

Policia identifica corpo encontrado amarrado de pés e mãos com corrente em rio no estado ...

Deixe uma resposta