sexta-feira , 23 agosto 2019
Home / Destaque / POLICIA CIVIL REALIZA MANIFESTAÇÃO NO MATO GROSSO DO SUL

POLICIA CIVIL REALIZA MANIFESTAÇÃO NO MATO GROSSO DO SUL

Policiais civis de todo o Mato Grosso do Sul realizam manifestação para alertar a população sobre o caos na infraestrutura que a categoria está enfrentando.

Os policiais distribuíram panfletos informativos com o título “Policiais Civis sem estrutura, MS MENOS Seguro” em alusão ao programa do governo estadual “MS Mais Seguro” que disponibilizou R$ 96,4 milhões para a reforma de prédios, compra de viaturas, equipamentos e armamentos até 2018 para o Corpo de Bombeiros, Polícias Civil e Militar.

“Até o momento não vimos nenhuma diferença com esse programa, pois continuamos sem coletes balísticos, armamentos, estrutura nas delegacias e agora a situação piorou com a inoperância do Sistema Integrado de Informações. Queremos investimentos reais para que os policiais civis possam desempenhar sua função de forma adequada e não com remendos”, enfatizou o presidente do Sinpol-MS, Giancarlo Miranda.

Durante a mobilização os policiais civis doaram sangue como ato simbólico do seu comprometimento com a sociedade. “Nos dividimos em grupos para fazer a doação de sangue e a panfletagem para não deixar a delegacia desguarnecida. Nossa manifestação é a favor da sociedade e dos policiais civis, por isso optamos por não paralisar os serviços para não prejudicar ainda mais o cidadão”, afirmou o sindicalista. Há cerca de 10 dias o atendimento à população no registro de ocorrências e nas investigações criminais estão demandando mais tempo devido à inoperância do sistema SIGO. Estima-se que o registro de uma ocorrência está levando cerca de três horas para finalização, sendo que antes demorava cerca de 30 minutos. Mensalmente em Mato Grosso do Sul são registrados 20 mil boletins de ocorrência.

Mobilização Nacional

Hoje em todo o país, policiais civis estão unindo forças em uma mobilização nacional para protestar contra a PEC 241, PLP 54 e PLS 204, de autoria do governo federal, que visam renegociar as dívidas dos estados e fazer ajustes fiscais. O governo de Mato Grosso do Sul já manifestou seu interesse em renegociar as dívidas do estado caso o projeto seja aprovado. O Sinpol-MS também está distribuindo panfletos informativos alertando que esses projetos são extremamente danosos aos servidores públicos e à sociedade, pois retiram direitos trabalhistas, terceirizam e precarizam os serviços públicos prestados ao cidadão.

Comentário

Comentário

Veja Também

“OPERAÇÃO FRONTEIRA SEGURA II” APONTA ALTO RESULTADO POSITIVO NAS PRIMEIRAS 12 HORAS NA REGIÃO DE FRONTEIRA

Sucesso da “Operação Fronteira Segura II” e visível nas primeiras 12 horas na região de ...

Deixe uma resposta