segunda-feira , 30 março 2020
Home / Esportes / CICLOVIA MUDA CENÁRIO URBANO DE PONTA PORÃ E CRIA CARTÃO POSTAL DA CIDADE

CICLOVIA MUDA CENÁRIO URBANO DE PONTA PORÃ E CRIA CARTÃO POSTAL DA CIDADE

A ciclovia ligando duas regiões de Ponta Porã além de mudar o cenário urbanístico do trecho por onde passa, cria um cartão postal para a cidade unido ao lazer e entretenimento da família fronteiriça. Antes mesmo de ser entregue oficialmente pelo prefeito Hélio Peluffo Filho (PSDB), a ciclovia já vem sendo intensamente utilizada, e neste período das férias escolares, é comum constatar famílias inteiras, pais e filhos, pedalando de norte a sul, cortando a região central pela avenida Brasil, sempre em harmonia com o trânsito.

As adaptações estão acontecendo naturalmente entre ciclistas e condutores de veículos nos cruzamentos. A prefeitura, através da secretaria de Segurança Pública, está cuidando dos detalhes de toda a sinalização horizontal e vertical do trecho da ciclovia. Mas, o bom senso de todos é a maior segurança para todos.

A ciclovia liga dois extremos da cidade, da região do bairro São João, no cruzamento das ruas Presidente Vargas e Guia Lopes, até o trevo da cuia, já na saída para Dourados. Tem seu trecho na avenida Brasil, entre a esquina com a rua Duque de Caxias com o trevo da bandeira, no acesso ao bairro da Granja. A dona de casa Cristina Almeida disse que ganhou uma nova opção de prática esportiva com a ciclovia.

Ela disse que vem utilizando três vezes por semana para pedalar e sair da rotina. “É uma excelente opção”, disse, dizendo que está convencendo o marido a comprar uma bicicleta para pedalarem juntos.

Em todos os cruzamentos, a prefeitura instalou sinalização para garantir a segurança de todos os usuários da ciclovia. O mestre de obras Alfredo Alcântara disse que passou a utilizar a ciclovia para se deslocar de casa ao trabalho. Ele saí do bairro Jardim Marambaia e logo no trevo da cuia já passa a utilizar a ciclovia até chegar à rua Guia Lopes e descer pela rua General Osório, onde executa serviços em uma obra residencial. “Ficou mais seguro e rápido”, garante.

Ele disse que a cidade ganhou um cartão postal. “Mudou completamente o visual por onde a ciclovia passa”, disse. A professora Margarate Antunes visita familiares na fronteira nesta época do ano e disse que ficou felizmente surpresa quando viu a ciclovia.

“Nasceu uma nova Ponta Porã”, resumiu, dizendo que além da ciclovia toda a cidade está transformada. “Está diferente, mais bonita, mais cuidada, mais alegre”, atestou.

“Bom ver que a nossa primeira ciclovia já começa a ser aproveitada para o lazer. Essa via tem 6,2km, unindo a região do São João (perto da Escola Topo Gigio) até o monumento das cuias, passando pelo Parque dos Ervais. O objetivo é mobilidade, lazer e vida saudável. Essa é só a primeira, vem mais ciclovia por aí!”, afirmou o prefeito.

São 6,2 quilômetros para você pedalar com toda sinalização e segurança.  “Muito bom melhorar a qualidade de vida da nossa terra e implantar um novo modal de circulação”, tem lembrado o prefeito. “Pedimos que todos usem a ciclovia com prudência”, reforça o prefeito Hélio.

Comentário

Comentário

Veja Também

MORADORES DA FRONTEIRA PRESTIGIAM ABERTURA DO EVENTO “VERÃO NO PARQUE”

Muita cultura, diversidade e principalmente alegria marcaram a abertura da edição 2020 do Verão no ...